Geral

  • Geral
    11/10/2017 16:10:59 Postado por Fabiele Caetano

    Noiva adota cão de rua que deitou no véu durante casamento




Uma noiva teve uma atitude nobre ao ver um cão de rua deitar sobre seu véu bem na hora do casamento. O casamento de Marília Pieroni e de Matheus Martins, ambos de 28 anos, foi em um clube, em Laranjal Paulista, no interior de São Paulo.

Chovia no último dia 30 e um cachorro vira-lata, que ficava na região, foi se abrigar entre os convidados. Marília contou que o cão deu trabalho para os organizadores antes mesmo da cerimônia começar e acabou atrasando a entrada da noiva.

“Ele ficou entrando na tenda improvisada e como estava molhado e sujo ninguém queria ele lá. Na hora que iam pegá-lo para tirar da festa ele deitava de barriga para cima e pedia carinho”, disse a noiva ao Extra.

“Eu não vi nada disso, me contaram depois. Estava pronta dentro do carro e queria que começasse logo a cerimônia, mas não me deixavam sair. Fiquei irritada porque não gosto de atrasos”, lembrou.

Quando começou a marcha nupcial, Marília se preparou para sair do carro, mas foi impedida mais uma vez por uma das cerimonialistas: o cachorro tinha entrado no lugar da noiva.

“Pensei: “Meu Deus, não querem que eu entre! Acho que o noivo sumiu”, disse sorrindo. A noiva não fazia ideia de toda a confusão que o cachorro já tinha provocado na cerimônia.

Foi só na hora da benção das alianças que ela percebeu a presença do convidado. No meio da prece das alianças, ele acabou se deitando no véu da noiva.

“Eu olhei para o referendo e do nada ele ficou paralisado. Ai eu olhei para trás e vi o cachorro deitado ali bem em cima do meu véu. Foi tão espontâneo, nem lembro direito o que eu falei, mas achei super bonitinho. Acho que ele percebeu que eu gosto de animais”, disse a noiva.

Adoção
O mais legal veio em seguida: Depois que voltou de lua de mel, o casal começou a procurar pelo cachorro para tirá-lo da rua. Uma mulher que mora próximo ao clube achou o vira-lata na segunda-feira e ficou com ele até que Marília pudesse buscá-lo.

Marília foi lá para adotá-lo.
“Ele é um animal “abandonado” que todo mundo cuida, dá comida. Só que ele fica na rua e acaba apanhando muito, também está muito magrinho. Tomara que ele goste da nossa casa, vamos fazer de tudo para ele ficar com a gente”, concluiu.

Fonte: Só Notícia boa.