Busca rápidaX

MANCHETES

27 de abril de 2020

João Jurandir Godzicki chegou ao Estádio 19 de Outubro para substituir Luciano Nágel para trabalhar na preparação física do São Luiz na temporada 2013. Jurandir iria trabalhar ao lado de Fernando Antes e seria um dos responsáveis por fazer a equipe correr durante a competição. O preparador também relatou para a reportagem o que lembro da campanha que foi coroada com a conquista do título do Interior pela equipe ijuiense.

Foi um grupo muito competitivo. Era um grupo que não se entregava em momento algum. Sabia sofrer durante o jogo, sabia que a qualquer momento podia fazer o gol. Lembro dessa equipe assim, uma equipe realmente muito equilibrada. Um time de guerreiros, nossa defesa, nosso meio e nosso ataque, até quem ficava na reserva e entrava nos jogos, nossa, como é bom recordar 2013.

Na véspera da final contra o Internacional, estávamos muito confiantes e acreditando que poderia acontecer. Mas o 5 a 0 nos deixou um pouco abalado. Eu vi o grupo assim, acabei me preocupando. Pessoal de cabeça baixa, troca no comando técnico, saiu o Paulo Porto e chegou o Leandro Machado, foram uns 3, 4 dias assim. Lembro que passamos para eles a importância do vice-campeonato e conseguimos reagir. Voltamos a classificar no segundo turno e enfrentamos o Grêmio na Arena, Grêmio de Luxemburgo, Barcos, Elano, Zé Roberto e grandes nomes do futebol brasileiro. Esse jogo ficou marcado para mim, confrontamos o Grêmio de igual para igual, com um jogador a menos e ainda tivemos um pênalti não marcado a nosso favor, o que poderia mudar a história do confronto. O árbitro não deu aquele pênalti, sendo que o país inteiro afirmou que foi e acabamos sendo eliminados apenas nos pênaltis, pois seguramos eles durante o jogo. Antes do apito final, lembro que o Washington pegou uma bola pela esquerda e foi driblando, achou o espaço e chutou, e a bola passou raspando a trave. Caímos de pé e fomos presenteados com o título do Interior“.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •