Busca rápidaX

Com 408 infectados, frigorífico em Três Passos terá que afastar quase mil funcionários

17 de julho de 2020

Uma decisão judicial determinou o afastamento de todos os 989 funcionários de um frigorífico de Três Passos, no Noroeste do RS, por um período mínimo de 14 dias. A empresa também terá que testar os trabalhadores a partir do décimo dia de afastamento. A determinação, assinada pelo desembargador do Tribunal Federal do Trabalho da 4ª Região Marcelo José Ferlin D’Ambroso, foi publicada na quinta-feira (16).

Segundo o Ministério Público do Trabalho, autor do pedido, 408 pessoas testaram positivo para a doença, cerca de 41% dos funcionários. Um deles, de 48 anos, faleceu. A medida tem efeito imediato, após a notificação da empresa. Na mesma decisão, o desembargador determinou ainda que a Polícia Federal apure o crime de desobediência, já que a empresa não teria cumprido determinações de testagem anteriores, conforme apontou o Ministério Público. No fim de junho, outra decisão judicial já havia determinado a testagem de todos os funcionários. “Também houve descumprimento de distanciamento, mas o principal são os testes, que teve que ter outra decisão judicial mandando fazer o que eles deveriam de estar cumprindo”, esclarece a procuradora do MPT, Priscila Dibi Schvarcz. Conforme dados divulgados pelo MPT nesta semana, mais de 6 mil trabalhadores de frigoríficos no estado foram contaminados, número que cresceu 40% em pouco mais de um mês. E no início de julho, a China anunciou a suspensão de importação de carne produzida na unidade.

Três Passos tem 577 casos confirmados e seis óbitos, conforme boletim da Secretaria Estadual de Saúde. Em todo o estado, são mais de 45 mil infectados e 1,1 mil mortes.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí.