Busca rápidaX

MANCHETES

Descarte incorreto de lixo causa acidentes em funcionários de associações de Ijuí

29 de outubro de 2020

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Ijuí relatou à reportagem da RPI que costumeiramente é possível observar o descaso da comunidade quanto ao descarte incorreto do lixo. Exemplo disso é que uma integrante da Associação de Catadores ARL6 do bairro Lambari teve sua mão perfurada por agulhas que estavam misturadas no lixo.

Segundo o titular da coordenadoria do Meio Ambiente, Sérgio Burmann, agulhas, seringas e máscaras continuam chegando em grandes quantidades até as associações. Segundo ele, também é comum esse tipo de acidente com garrafas e vidros, exemplo disso pode ser observado na foto abaixo, quando uma funcionária teve a perna cortada.

Burmann lembra que o descarte correto para esse tipo de material é colocá-los numa garrafa pet, fechada, e encaminhar aos postos de saúde, que se responsabilizam pelo destino correto.

Além disso, o coordenador lembra que os responsáveis pelo descarte incorreto, se identificados, podem ser penalizados. Além da associação ARL6, existe também em Ijuí a ACATA- Associação de Catadores de Materiais Recicláveis, cuja sede fica localizada no Bairro Luiz Fogliatto.

Em Ijuí, existem mais de 110 ecopontos para o descarte de vidro, onde também podem ser descartadas pilhas, desde que colocadas em embalagem de garrafas pet tampadas.
Os principais locais para o descarte de vidro são: Campus Unijui, Fidene ( ao lado do museu) garagem municipal, antigo Demei, ambulatório da Penha, Clube Aquático Tiarajú e Centro de Referência em Assistência Social do Centro Social Urbano.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!