Busca rápidaX

MANCHETES

Educação investiu mais de R$ 298 mil na aquisição de alimentos da agricultura familiar em Santo Ângelo

28 de janeiro de 2020
Texto/foto: Rodrigo Bergsleithner

A Secretaria Municipal de Educação de Santo Ângelo (SMEd) investiu R$ 1.621.551,95 na Alimentação Escolar em todo o período de 2019. Deste valor, R$ 723.949,98 foram gastos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), onde 41% deste recurso foram utilizados para a compra de alimentos da agricultura familiar, o que totalizou R$ 298.398,50. 

Para o início do ano letivo, ocorre nova chamada pública para aquisição de alimentos da produção rural familiar, que inclui novos alimentos no cardápio das crianças. Em 2019, houve a participação de 40 agricultores do município.

De acordo com o secretário municipal de Educação, Valdemir Roepke, o Nanaco, a SMEd executou o Programa Nacional de Alimentação Escolar garantindo uma alimentação saudável e de qualidade, conforme legislação vigente, atendendo as necessidades nutricionais dos alunos da rede municipal de ensino. “Contribuímos, assim, para o crescimento, desenvolvimento, aprendizagem, rendimento escolar e a formação de hábitos alimentares saudáveis, com a melhoria do cardápio e o acréscimo de novos itens, como o peixe na alimentação escolar”, complementa.

Cardápios

De acordo com a nutricionista da SMEd, Andressa dos Santos Ristow Hegele, durante o ano passado, foram elaborados cardápios de acordo com a faixa etária dos estudantes e com a orientação junto às escolas da rede municipal de ensino, além da atualização do estoque de gêneros alimentícios não-perecíveis e perecíveis, encaminhamento mensal e semanal de alimentos a todas as escolas e planejamento e cálculo de quantidades de alimentos por aluno de cada escola de acordo com o cardápio. “Foram realizadas visitas, acompanhando o Conselho de Alimentação Escolar (CAE) nas escolas com o objetivo de acompanhar o preparo da merenda escolar: provar o cardápio, conferir o estoque, observar a estrutura física, a organização e a higiene da área de preparo e de fornecimento da merenda escolar. Além da realização de palestra sobre Boas Práticas de Manipulação de Alimentos para todas as cozinheiras, em conjunto com a Secretaria Municipal de Assistência Social”, disse.

40 agricultores participaram da chamada pública

Conforme a nutricionista da SMEd, Kerli Saragozo da Silva Cavalheiro, 40 agricultores participaram da Chamada Pública em 2019. 

Para o início do ano letivo na rede municipal de ensino ocorre uma nova chamada pública para aquisição de alimentos da Agricultura Familiar. Nesta nova chamada pública, serão acrescentados no cardápio escolar o suco de laranja, melancia e melão a todas as crianças. “De 2019 para cá, aumentamos a quantidade de frutas e a frequência do suco integral de uva, cachorro-quente, peixes, sanduíches e cucas, bebidas lácteas no cardápio escolar. Após a realização da degustação e avaliação das amostras, é realizado o empenho e os produtos já são adquiridos para a distribuição em todas as escolas da rede municipal. Atualmente, 40 agricultores do município participam da Agricultura Familiar”, disse.

No ano de 2019, foram inseridos na Alimentação Escolar alguns alimentos para melhorar o sabor e a qualidade das refeições como, por exemplo: alho, pimentão, temperos verdes, canela em pó, cravo da Índia e abóbora cabotiá.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Assessoria de imprensa da Prefeitura de Santo Ângelo
error: Conteúdo protegido!