Busca rápidaX

MANCHETES

Ex-prefeito de Porto Alegre, José Fortunatti, defende implantação do voto impresso

6 de outubro de 2021

A implantação gradativa do voto impresso em urna eletrônica foi o principal fator sugerido pelo ex-prefeito de Porto Alegre, José Fortunatti, para que o Brasil continue se aperfeiçoando no sistema eleitoral. Em entrevista à Rádio Progresso, o ex-prefeito da capital gaúcha afirmou que durante o mestrado em ciências políticas em Portugal, teve a oportunidade de analisar de forma mais aprofundada o processo democrático adotado em outros países.

“Me convenci claramente que para darmos consistência e segurança ao processo eleitoral, a adoção da urna eletrônica com o voto impresso deveria ser algo pensado de forma muito séria” afirma o político. Segundo o parlamentar, que hoje é presidente do PROS (Partido Republicano da Ordem Social), o 15º em termos de representatividade no Congresso Nacional, defendeu que o sistema de 2022 ocorra somente com a urna eletrônica, com fiscalização e acompanhamento, para que a partir de 2023 essa discussão seja retomada com mais calma, buscando a implantação, de forma gradativa, da urna eletrônica com voto impresso.
“São mais de 500 mil urnas no país. É quase impossível implantar esse sistema de uma única vez” concluiu o parlamentar.

José Fortunatti é formado em matemática, administração pública, administração de empresas e direito, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!