Busca rápidaX

MANCHETES

2019 encerra com diminuição nas principais ocorrências policiais na região de Ijuí

1 de janeiro de 2020
Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento de Ijuí. Foto: Ricardo Bolson/RPI

O ano de 2019 encerrou com uma diminuição de 30% nas principais ocorrências policiais, como crimes patrimoniais, roubo, furto e ameaça. A informação é do Delegado Ricardo Miron, responsável pela 26ª Delegacia Regional de Polícia Civil, que abrange municípios da região.

De acordo com Miron, o período de maior preocupação da delegacia foi entre setembro e dezembro de 2019, quando aumentaram os crimes contra a vida e que até então estavam em níveis normais em relação aos outros anos.

Por outro lado, sobre o tráfico de drogas o delegado destaca que as facções criminosas estão disseminadas pela região. Ele ainda cita que Ijuí possui a Penitenciária Modulada, de segurança máxima, onde muitas vezes a cidade importa a criminalidade, pois alguns cumprem a pena e depois permanecem no município.  “Tráfico é um dos crimes mais difíceis de extirpar, pois onde tem consumo, tem venda; movimenta pessoas de má índole e, que além de tráfico, efetuam outros crimes como roubo e furto”‘, salienta.

Já em relação a crimes contra a mulher, Ricardo Miron cita que em 2019 houve acréscimo nos registros de violência doméstica, contudo, as mulheres estão mais conscientes e denunciando os crimes.

Durante entrevista à RPI, o delegado da 26ª Delegacia Regional de Polícia Civil também falou a respeito da Reforma Previdenciária. Ressaltou que espera que em 2020 o governo estadual resolva a respeito do tema e que os debates sejam mais fundamentados, sem suprimir os direitos do servidor público. “A reforma tem que ser analisada muito bem, porque suprimir direitos é complicado, foram conseguidos ao longo dos anos e não são privilégio e vantagens, mas sim conquistas da classe”, finalizou.

Ouça a entrevista com o Delegado

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!