Busca rápidaX

MANCHETES

Vigilância Ambiental de Ijuí aguarda resultado de oito exames de dengue

30 de outubro de 2020
Aedes Aegipti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zica vírus. Foto: Agência Senado/Prefeitura de São Paulo em: http://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2016/02/01/datasenado-quer-ouvir-brasileiros-sobre-multa-a-quem-nao-colabora-na-luta-contra-aedes-aegypti

Com a proximidade do verão retorna a preocupação com outra doença que costuma se manifestar nesse período: a dengue, já que o mosquito Aedes Aegypti, transmissor dessa e de outras doenças, se manifesta principalmente neste período, na medida em que se prolifera em locais com acúmulo de água como piscinas, potes de flores e pneus, por exemplo.

De janeiro até agora foram registrados 90 casos de dengue: 83 foram contraídos no município e sete são importados. Segundo o coordenador da Vigilância Ambiental de Ijuí, Rinaldo Pezzetta, o último caso confirmado no município foi em 24 de agosto. No entanto, neste mês de outubro, a equipe recebeu 18 notificações de casos suspeitos: nove já foram descartadas e os outros nove aguardam resultado.

Em função da pandemia, Pezzetta comenta que o trabalho dos agentes epidemiológicos está bastante limitado, já que a orientação do Ministério da Saúde é de que a equipe não adentre em residências onde há pessoas do grupo de risco, casos suspeitos ou confirmados.

Nas demais residências os agentes continuam o trabalho normal, visitando a população, orientando e eliminando possíveis criadouros do mosquito. O índice de infestação predial atualmente, que indica a prevalência do mosquito, varia de entre 0.10 a 0.30.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!