Busca rápidaX

Ação judicial da empresa Rumo surpreende e preocupa moradores que vivem a beira dos trilhos

13 de fevereiro de 2020

Depois da empresa Rumo ter entrado com novas ações judiciais contra moradores que vivem a beira dos trilhos da viação férrea de Ijuí, a preocupação da comunidade que enfrenta essa situação aumentou. A Rádio Progresso ouviu nesta manhã uma das moradoras do Alvorada, um dos bairros que será mais prejudicado caso a demolição das casas realmente seja necessária.

Dona Maria dos Santos vive numa propriedade a beira dos trilhos há dez anos. Ela disse que quando optou por morar no local, não sabia da lei. A moradora vive com outros três familiares no espaço, e afirma que caso a demolição ocorra, a família não tem para onde ir, nem condições de adquirir um novo terreno ou imóvel.

O vereador Adalberto Noronha (PT) é uma das lideranças políticas que acompanha o caso desde o início. Em entrevista à RPI, o edil afirma que a ação da empresa rumo traz grande preocupação, pois existia uma expectativa e organização tanto a nível municipal quanto estadual e federal, para que os processos em tramitação fossem suspensos.

Segundo ele, através da comissão que se formou em Ijuí, reunindo moradores e lideranças, o momento era de conversa para buscar um acordo com a Rumo, porém, a empresa pegou os moradores de surpresa ainda em dezembro passado, quando pediu a antecipação da renovação do contrato e agora, ao entrar com novas ações.

No total, são nove bairros e mais de 400 famílias atingidas. Uma audiência está marcada para a próxima quarta-feira (19), na Justiça Federal de Ijuí, para as 17 pessoas notificadas recentemente. Segundo Noronha, a orientação é para que essas famílias compareçam a reunião, mas que antes busquem auxílio junto ao Escritório Modelo, que dispõe de uma equipe para orientar as famílias. Profissionais do escritório também vão acompanhar os moradores na audiência da próxima semana.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!