Busca rápidaX

MANCHETES

Adiamento da Expo-Ijuí/Fenadi traz impacto negativo na arrecadação de ICMS em Ijuí

6 de setembro de 2020

A Expo-Ijuí/Fenadi deste ano foi adiada em virtude da pandemia da Covid-19, e a consequente impossibilidade de aglomerações em locais públicos. Entidade que organiza a Expo-Ijuí, evento voltado aos negócios, a Associação Comercial e Industrial de Ijuí estima perdas financeiras não só às empresas, mas também ao município. Segundo o presidente da ACI, Nilo Leal da Silva, 75% dos negócios efetivados na Expo-Ijuí são feitos com pessoas e empresas de fora da cidade. Outro dado que evidencia a importância da feita para Ijuí é o retorno de ICMS, tributo que incide sobre mercadorias e serviços. Conforme levantamento da ACI, diferente do que ocorre em muitos municípios, Ijuí tem aumento de arrecadação de ICMS nos meses de outubro e novembro, fenômeno que está linkado à realizado da Expo-Ijuí/Fenadi. Com o adiamento da feira, a tendência natural é de que o retorno do tributo sofra um impacto negativo, com redução do valor arrecadado em outubro.

O presidente da ACI afirma, também, que o evento mostra o grande mercado consumidor regional que tem Ijuí como referência. A partir disso Nilo Leal relata que muitas empresas de fora da cidade que expuseram na Expo-Ijuí e tiveram bom resultado, abriram filial em Ijuí justamente em virtude da referência econômica regional que a cidade se tornou nos últimos anos. Adiada neste ano, a Expoijuí/Fenadi de 2021 já tem data definida, e vai ocorrer de 8 até 19 de Outubro do próximo ano.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí.
error: Conteúdo protegido!