Busca rápidaX

MANCHETES

Administração judicial da Cotrijuí analisa decisão judicial que impede venda ou arrendamento

12 de outubro de 2020

Por decisão do Tribunal de Justiça, a Cotrijui não pode vender ou arrendar bens, enquanto não forem julgadas as apelações apresentadas por credores, funcionários e entidades. A decisão é da última sexta-feira. A cooperativa passa por liquidação judicial. A multinacional Chinatex é uma das principais interessadas, pois tem dinheiro a receber da Cotrijuí.

Procurado pela RPI, o interventor nomeado pelo Judiciário para gerir a cooperativa, Rafael Brizola Marques, disse que o despacho do Tribunal de Justiça faz parte do processo e que a atual administração da Cotrijuí vai acatar as determinações judiciais. Porém, observou que haverá análise das repercussões da mencionada decisão.

Hoje, às 9 horas e 30 minutos, na ACI de Ijuí, a Associação dos Sócios, Credores e Vinculados Diretos e Indiretos da Cotrijuí vai realizar coletiva de imprensa para esclarecer a atual situação da cooperativa.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!