Busca rápidaX

MANCHETES

Advogado ijuiense avalia que reforma da previdência será mais lenta do que o governo planeja

11 de janeiro de 2019

O governo Jair Bolsonaro acena com nova proposta de reforma da previdência, que se baliza pelo modelo chileno. Desse modo, cada trabalhador contribuiria diretamente para sua aposentadoria e assim desoneraria o empregador.

Conforme o advogado previdenciarista, Jéferson Kumm, que atua em Ijuí, a aprovação deste novo texto, não deve ocorrer com a celeridade desejada pelo governo, em razão das mudanças que esta reforma acarretaria. O advogado lembra que mesmo com aprovação, os trabalhadores ainda podem se aposentar pelo regime atual, por meio do princípio do direito adquirido.

Jéferson Kumm, esclarece que para tanto as pessoas devem possuir os direitos necessários e ao menos terem contribuído 30 anos para a previdência.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido !!!