Busca rápidaX

MANCHETES

Agricultores familiares de Santo Ângelo propõem uso de sacolas retornáveis

19 de junho de 2020
Foto: Fernando Gomes

Com foco na conscientização da comunidade para reduzir o consumo da sacola plástica, que leva de 100 a 400 anos para se decompor, os produtores ligados a Associação de Produtores Hortigranjeiros e Produtos Coloniais de Santo Ângelo (APROCOHSA), com apoio das secretarias municipais de Agricultura e Meio Ambiente, lançaram nesta quinta-feira (18) o projeto da sacola ecológica.

A ideia é fazer com que o uso da sacola retornável se torne um hábito entre os consumidores que frequentam o Pavilhão localizado na Avenida Venâncio Aires. Alguns modelos de sacolas já foram confeccionados por artesãos e colocadas à venda nas bancas. Os consumidores que adquirirem e usarem essas sacolas ou aqueles que levarem sempre uma sacola de casa, sem a necessidade do uso das de plástico, irão concorrer a sorteios. Serão sorteadas mensalmente sacolas com produtos da feira entre aqueles que se integrarem ao projeto.

O lançamento da campanha foi realizado na manhã desta quinta-feira (18) no Pavilhão, com as presenças do prefeito Jacques Barbosa; do secretário municipal de Meio Ambiente, Francisco da Silva Medeiros; coordenador de Agroindústrias e Associações da SEMAGRI, Diomar Formenton; presidente da APROCOHSA, Márcia Brutti e produtores.

O prefeito Jacques elogiou a iniciativa. “Os clientes criarão o hábito do uso das sacolas ecológicas, substituindo aos poucos as de plástico, criando assim uma consciência de responsabilidade ambiental. Todas as iniciativas visando o desenvolvimento sustentável são apoiadas pelo nosso governo”.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Prefeitura de Santo Ângelo
error: Conteúdo protegido!