Busca rápidaX

MANCHETES

Agrônomo alerta agricultores da região sobre cobertura de solo após colheita da soja

16 de março de 2018

Grande parte das atenções dos agricultores, no momento, se concentra na colheita da soja, porém também já precisam pensar em cobertura de solo até a safra de inverno. Durante entrevista na Progresso, nesta manhã, o agrônomo do escritório regional da Emater, com sede em Ijuí, Gilberto Bortolini, disse que as lavouras não podem ficar sem cobertura, a fim de evitar plantas invasoras, além de perda de nutrientes e qualidade do solo.

Bortolini observa que após a colheita da soja, são cerca de três meses até o plantio da safra de inverno, por isso é necessária alguma plantação. O agrônomo destacou que os produtores precisam pensar em culturas que não significam muito custo. Em relação às culturas de inverno, Gilberto Bortolini observou que o trigo ainda é uma das opções para a região, mesmo com o descrédito de agricultores no cereal, visto o baixo preço pago pela saca, além de altos custos de produção.

Isso porque, aveia branca e canola, outras culturas para lavouras de inverno, precisam da certeza de comercialização. No tocante à atual safra de soja, dentre os 46 municípios do escritório regional da Emater, com sede em Ijuí, a colheita está em cerca de 5%, com rendimento médio de 58 a 60 sacas por hectare. Em razão da chuva de ontem, Gilberto Bortolini acredita que a média de produtividade possa fechar num mesmo patamar da safra do ano passado, que ficou acima de 60 sacas.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!