Busca rápidaX

MANCHETES

Ajuricaba tem aumento de 1000% de casos de COVID-19 em um mês

18 de setembro de 2020

O município de Ajuricaba vive, nas duas últimas semanas, o momento mais delicado em relação aos casos de Covid-19, desde o início da pandemia. O primeiro caso no município foi registrado no dia 6 de abril e, depois desse, o segundo foi confirmado quase dois meses após, no mês de junho. A confirmação do terceiro caso ocorreu no dia 2 de julho, o 4º no dia 17 de julho, o 5º no dia 24 de julho, 6º dia 27 de julho e 7º caso no dia 5 de agosto. Mas foi no início desse mês que Ajuricaba teve um aumento exponencial da doença, com um crescimento de 1000%, passando de 10 casos no dia 18 de agosto para 103 até o meio dia de hoje (18).

Desde o início da pandemia, no dia 18 de março, o município de Ajuricaba, através da equipe de Saúde, do COE Municipal – Centro de Operações de Emergência e da Equipe de Vigilância Sanitária, implementou ações educativas e restritivas ao fluxo de pessoas, e organizou ainda a estrutura necessária para atender um possível pico da pandemia. Todos os decretos estiveram alinhados para preservar a saúde da população do município.

Um dos motivos para esse aumento no número de casos é de que todos os suspeitos de COVID-19 estão sendo testados, principalmente quem teve contato com casos positivos. É importante ressaltar, ainda, que os testes adquiridos recentemente são de qualidade superior, pois captam os anticorpos IGM e IGG. Outra informação importante é que as confirmações estão crescendo, mas as taxas de ocupação de leitos não estão acompanhando o mesmo ritmo.

Fazendo uma análise geral da situação, o município teve poucas internações em decorrência do coronavírus, sendo que no dia de hoje (18) está com apenas um paciente internado confirmado para Covid-19 e um outro suspeito. Destes dois casos, um dos pacientes é linha de risco, com comorbidades e que necessitou ser transferida para leito de UTI. Desta forma o município entra em alerta, e com o grande aumento dos índices de infecção, os cuidados precisam ser redobrados, pois não se sabe se daqui a pouco vamos nos deparar com mais casos graves da doença, sendo esse o principal fator que preocupa a todos os profissionais da saúde.

De acordo com dados da Equipe Sentinela, a maioria dos exames são feitos com testes rápidos, que captam o anticorpo produzido pelo vírus na forma de IGM (fase ativa da doença) e IGG (fase tardia da doença quando já se está curado). Com mais testagem, houve esse aumento exponencial de casos, sendo que os pacientes estão testando tanto para IGM quanto para IGG, com mais relevância ao IGM, o que também é preocupante. Entretanto com o diagnóstico positivo consegue-se isolar este paciente evitando a sua circulação e propagação do vírus.

Por isso, a prefeitura reforça que é imprescindível manter o isolamento conforme orientação da equipe Sentinela do município, evitando desta forma que pacientes da linha de risco adquiram a doença e evoluam para um quadro grave, podendo resultar em óbito. Os cuidados devem ser intensificados nesse período, evitar aglomeração de pessoas, utilizar sempre o álcool em gel, evitar sair de casa e, se isso for necessário, sair sempre utilizando a máscara. Também se alerta para que todos continuem observando as orientações do Decreto Municipal nº 5597 de 30 de março de 2020 alterado pelo decreto nº 5633 de 1º de setembro de 2020.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Prefeitura de Ajuricaba
error: Conteúdo protegido!