Busca rápidaX

MANCHETES

“Alguns ministros disputam beleza, é uma fogueira de vaidades”, diz Bibo Nunes sobre o STF

16 de setembro de 2021

O Deputado Federal Bibo Nunes (PSL), em entrevista à Rádio Progresso, analisou o cenário atual, especialmente quanto à instabilidade entre os poderes. Para ele, nunca antes na história brasileira, houve um Supremo Tribunal Federal tão “demonizado”. “O STF nunca foi tão odiado pela população brasileira. O que temos agora são alguns ministros disputando beleza, numa fogueira de vaidade. Disputam para ver quem aparece mais na mídia”. 

O Deputado recordou ainda que, quando criança, pouco ouvia sobre o STF. “Quando eu era criança, lembro que os juízes, desembargadores, eram pessoas discretas, comedidas, com bom senso. Hoje o poder com menos bom senso, é o STF”. Bibo recordou ainda declarações do ex-ministro do STF, Celso de Mello, que chegou a classificar apoiadores do presidente Jair Bolsonaro como nazistas. “O Celso de Mello, que felizmente foi embora, está de pijama, chegou a dizer que quem apoia o Bolsonaro é nazista. Isso é um absurdo”.

Bibo disse ainda que os ministros não estão ouvindo André Mendonça, ex-advogado geral da união, indicado pelo presidente Bolsonaro ao STF. “Um ministro disse que o André Mendonça não serve porque disse que é servo e submisso a Deus e que um ministro não pode ser submisso a nada. Esses ministros se acham o próprio Deus, mas não são”.

O Deputado demonstrou preocupação com o descrédito do STF perante a sociedade. “Nunca o STF foi tão demonizado. Tem ministro que em noites de temporal, quando cai um raio, senta na cama e sorri, pensando que é um flash fotográfico”. 

Para concluir o Deputado disse que “a maioria dos senadores tem o rabo preso, por isso não fazem o enfrentamento corretamente”.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!