Busca rápidaX

Ambulatórios de Santo Augusto passam a ter trabalho restrito após saída de médicos cubanos

23 de novembro de 2018

O município de Santo Augusto sofre impacto com a decisão do governo de Cuba de se retirar do programa brasileiro Mais Médicos. A decisão de Cuba ocorreu após discordância com declarações do presidente eleito brasileiro, Jair Bolsonaro.

Desde quarta-feira, os médicos cubanos não atendem mais nas Unidades Básicas de Saúde de Santo Augusto. Nos ambulatórios em que atuavam os profissionais cubanos, o trabalho passa a ser realizado pelos médicos da Central de Gestão e apenas no turno da tarde, com atendimento somente dos casos de urgência e emergência.

Na próxima semana, o prefeito, Naldo Wiegert, vai estar em Brasília a fim de tratar sobre a situação de médicos no Ministério da Saúde. Em Ajuricaba, o Executivo assinou, ontem, decreto de emergência na saúde, após a saída dos três médicos cubanos.

O objetivo é abrir possibilidade de contratação de médicos de caráter emergencial, sem necessidade de edital de seleção. O prefeito, Ivan Chagas, disse que o hospital ajuricabense também passa a ajudar nos atendimentos e se houver casos mais graves pode ocorrer encaminhamentos para Ijuí.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!