Busca rápidaX

Amuplam irá recorrer da bandeira vermelha da Covid-19 indicada para a região de Ijuí

14 de agosto de 2020

A Associação dos Municípios do Planalto Médio, que integra a região 13, de Ijuí, no distanciamento controlado, vai recorrer da decisão preliminar de bandeira vermelha para Covid-19 para a próxima semana.

Hoje à noite o presidente da entidade e prefeito de Pejuçara, Eduardo Buzzatti, disse para a RPI que já acontece levantamento de dados para organizar o recurso. Frisou que, por exemplo, que informações iniciais indicam que nos hospitais Unimed e de Caridade de Ijuí, de referência para o novo coronavírus, há pacientes internados que são de outras regiões, o que pode ser um argumento para tentar convencer o Estado para manter a região 13 na classificação laranja.

Buzzatti reconhece que a realidade dos dois hospitais é difícil, ou seja, grande lotação e observa que a partir de agora é preciso fazer trabalho forte para que o governo gaúcho credencie pelo SUS os 10 leitos de UTI disponibilizados pelo novo hospital Bom Pastor de Ijuí, o que vai aumentar a capacidade de internações.

Já o prefeito de Ijuí, Valdir Heck, enfatizou que a assessoria jurídica do Executivo municipal trabalha para avaliar ações que podem, ser feitas na perspectiva de um recurso para reverter a bandeira vermelha.

Amanhã à tarde deve ocorrer reunião sobre o tema. Porém, o prefeito ijuiense alerta que a situação é grave, pois nos últimos dias houve aumento de casos da Covid-19, óbitos e internações. Valdir Heck observou que a administração municipal de Ijuí tomou várias atitudes o que ajudou a evitar a classificação vermelha em semanas anteriores, mas agora as aglomerações de pessoas e outras situações, levaram à pré-indicação de bandeira vermelha.

De qualquer maneira, segunda-feira o funcionamento do comércio e demais questões de circulação de pessoas seguirão como ocorrem no momento. Se confirmar a bandeira vermelha, as restrições deverão iniciar na próxima terça-feira.

Levantamento preliminar 

Das 21 regiões do sistema de distanciamento controlado sobre Covid-19 do governo gaúcho, 16 estão classificadas preliminarmente na bandeira vermelha para a próxima semana, ou seja, de alto risco para a doença.

Dentre as áreas indicadas para bandeira vermelha estão as regiões de Ijuí, Cruz Alta, Santa Rosa e Palmeira das Missões. Das quatro regiões, apenas a de Palmeira das Missões possui classificação vermelha nesta semana.

As outras regiões estão na bandeira laranja, de risco médio, com isso, se confirmar a classificação vermelha, as áreas de Ijuí, Cruz Alta e Santa Rosa vão regredir em alguns critérios, o que resultará, por exemplo, em restrição de funcionamento do comércio.

As regiões Covid têm até às 6 horas de domingo para apresentar recursos na tentativa de evitar a bandeira vermelha. Após, o comitê de crise do Estado analisará os argumentos e segunda-feira à tarde divulgará as bandeiras definitivas, que vão vigorar da próxima terça-feira até dia 24 deste mês. A classificação prévia das bandeiras foi liberada no início da noite de hoje.

A região 13, de Ijuí, foi pré-classificada em vermelha pois, segundo o Estado, não havia disponibilidade de nenhum leito de UTI no fechamento dos indicadores da nova rodada de bandeiras. No levantamento anterior, eram cinco leitos livres de UTI. A região somou 96 casos ativos para a doença na última semana.

Além disso, houve aumento nos casos de internação em UTI por pacientes de Covid-19. A região de Ijuí recebeu indicativo de alto risco nas projeções de óbitos. Nessa semana, foram quatro mortes pelo novo coronavírus na região 13.

Já a região de Santa Rosa, também pré-indicada para bandeira vermelha, registrou acréscimo de hospitalizações de pacientes com a Covid-19. Na última semana foram registrados 113 casos ativos da doença. Santa Rosa teve três óbitos por Covid-19 nessa semana.

A região de Cruz Alta, por sua vez, apresentou 82 casos ativos pela doença na última semana, período em que foram registrados três óbitos por Covid-19. E a região de Santo Ângelo, em pelos menos cinco indicadores analisados, alcançou classificação de risco máximo para o novo coronavírus.

É o caso do número de hospitalizações por Covid-19 nos últimos sete dias, que passou de 19 para 27 casos. Entre os indicadores mais graves da região consta também a relação de leitos de UTI livres para o número pacientes de Covid-19 que precisam de tratamento intensivo. Além disso, houve quatro óbitos pela doença nos últimos sete dias.

No que se refere à região de Palmeira das Missões, também pré-classificada na bandeira vermelha, um dos maiores problemas foi a elevação no número de óbitos. Isso porque, 11 pessoas falecerem de Covid-19 na semana na região, número 57% maior que o constatado na semana anterior.

Mesmo em regiões de bandeira vermelha, os municípios que não têm registro de óbito ou hospitalização de moradores em relação aos últimos 14 dias, podem ter protocolos de bandeira inferior, ou seja, laranja.

Na região 13, de Ijuí, poderá manter classificação laranja, pelo mencionado critério, os municípios de Ajuricaba, Augusto Pestana, Bozano, Campo Novo, Catuípe, Condor, Crissiumal, Humaitá, Jóia, Nova Ramada, Pejuçara e Santo Augusto.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!