Busca rápidaX

MANCHETES

Aneel confirma novas tarifas de energia de cooperativas da região de Ijuí

29 de julho de 2020

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) definiu, ontem, 28, o reajuste tarifário de diversas cooperativas de energia elétrica, que passa a valer a partir desta quinta-feira, 30. Para a Cermissões, com sede em Caibaté, os associados de alta tensão vão ter redução de 3,37% nas tarifas de luz, e os de baixa tensão, diminuição de 1,20%.

Já a Certel, sediada em Teutônia, terá aumento de 6,46% para a alta tensão, e acréscimo de 7,79% para a baixa tensão. A Cooperluz, de Santa Rosa, por sua vez, repassará 0,99% de acréscimo nas contas de luz para a alta tensão, e aumento de 6,26% para a baixa tensão.

Para a Coprel, com sede em Ibirubá, a Aneel aprovou redução de 8,87% para associados da área de alta tensão, além de redução de 7,90% para a baixa tensão. No que se refere à Creluz, sediada no município de Pinhal, a alta tensão terá aumento de 2,80%, e acréscimo de 0,91% para integrantes da baixa tensão.

Em relação à Creral, de Erechim, a Aneel aprovou 8,06% de aumento nas contas de luz para consumidores de alta tensão, e acréscimo de 12,17% para a baixa tensão. Além disso, também houve reajuste tarifário da cooperativa Certhil, de Três de Maio, com aumento de 7,27% para alta tensão, e acréscimo de 13,72% em relação a baixa tensão.

Ceriluz

A Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou, também, o reajuste das tarifas da Ceriluz. Os associados de alta tensão da Ceriluz, por exemplo, as indústrias, vão ter redução de 2,58% nas tarifas, e os de baixa tensão, especialmente residenciais, alta de 1,77%.

Ao calcular a tarifa a Aneel considera a variação de custos que a empresa teve no decorrer do período de referência, também a inflação. Segundo o presidente da Ceriluz, Iloir de Pauli, em abril deste ano a cooperativa implantou desconto de 10% sobre as tarifas de todos os associados, com o objetivo de ajudar a enfrentar a crise financeira causada pela pandemia da Covid-19.

Assim, com o fim do desconto, as tarifas voltam praticamente ao que eram até março, antes da vigência do desconto. No entanto, o presidente da Ceriluz não descarta estender o desconto, decisão a ser tomada em reunião do Conselho de Administração da cooperativa, que acontecerá nos próximos dias.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí