Busca rápidaX

Ao abrir Expodireto, Sartori defende que mudanças devem continuar no RS

5 de março de 2018

"A nossa Expodireto é símbolo de um povo que trabalha e que vence. A essência do gaúcho desbravador e, ao mesmo tempo moderno, está em cada um desses estandes". A frase é do governador José Ivo Sartori na abertura da 19° Expodireto Cotrijal, nesta segunda-feira (5), em Não-Me-Toque. Com mais de 500 expositores de 70 países, a Expodireto é considerada uma das maiores feira do agronegócio, com expectativa de receber 250 mil visitantes até sexta-feira (9).
 

Ao abrir a exposição, Sartori falou do momento de descrença, especialmente na política e na economia. Também defendeu as medidas de recuperação financeira adotadas pelo governo desde 2015. "Hoje, no quarto ano de nossa gestão, volto a Expodireto para falar de crença e de esperança. Para falar de caminho e de futuro. E para agradecer as entidades, organizações e produtores que embalam o agronegócio", ressaltou.
 

O governador afirmou ainda que o Rio Grande do Sul foi o primeiro estado brasileiro a perceber a crise, tomando duras medidas de enfrentamento. "Nesse período, o agronegócio foi nosso grande farol, nossa luz. Sempre digo e repito: este é o Rio Grande que dá certo, exemplo para todas as áreas. Modelo de inovação, de cooperação, de competência e de integração", destacou.

Segundo ele, as mudanças devem continuar para que a casa seja arrumada. "Não contem comigo para promessas ou demagogia em ano de eleição. Nunca me movo por isso. Contem comigo para continuar construindo o futuro do Rio Grande, com responsabilidade, com diálogo, com pés no chão e falando a verdade. É hora de pensar nas próximas gerações", enfatizou.

Agronegócio forte

A parceria pública com o setor primário também foi mencionada. "Para ajudar o setor a continuar produzindo e gerando riquezas, acabamos de lançar um programa de regularização de dívidas de impostos específico para as cooperativas, o Refaz-Cooperativas", lembrou.
 

O presidente da Cotrijal, Nei Mânica, reforçou a importância do agronegócio no cenário produtivo e econômico do estado. "A Expodireto é palco de tecnologia, inovação e oportunidade de negócios. Vivemos um período de otimismo com a feira e de retomada econômica do Brasil. O setor do agronegócio é que está sustentando o país ", afirmou.

Minuto de silêncio
 

Durante a cerimônia, o governador pediu um minuto de silêncio em memória do empresário Raul Randon, fundador das empresas Randon, que morreu na sexta-feira (3), aos 88 anos, após não resistir a complicações de uma cirurgia. Sartori deixará as agendas para ir ao velório de Randon na tarde desta segunda. O vice-governador José Paulo Cairoli cumprirá os compromissos em Não-Me-Toque.

A Expodireto conta com presença de empresas nas áreas de máquinas e equipamentos para agropecuária. Além disso, existe pesquisa, com apresentação de lançamentos e tecnologias para todos os tamanhos de propriedades. Ainda ocorre fóruns, audiências e debates.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!