Busca rápidaX

Aos 80 anos, Delfino Coimbra comemora seis décadas de trabalho na Rádio Progresso

1 de novembro de 2019
Delfino Coimbra comemora 60 anos na RPI. Foto: Tamires Hanke/RPI

Nem o cabelo e a barba grisalha são capazes de revelar a idade de quem esbanja vitalidade, saúde e força de vontade. Delfino Coimbra, hoje aos 80 anos, comemora 60 deles atuando na Rádio Progresso de Ijuí. Em primeiro de novembro de 1959, quando a Rádio era situada na Avenida Coronel Dico, nº 1, em Ijuí, o Botafoguense fanático, aos 20 anos, iniciou sua atuação no departamento esportivo da RPI.

“Comecei no futebol, participava das jornadas e fazia os noticiários esportivos. Depois também comecei a fazer os noticiários de hora, onde sigo até hoje”‘, relembra. No dia 10 de agosto de 1984, recebeu a oportunidade de ser o âncora de um programa dominical. O “Ponto de Encontro Saudade”, das 19h às 22h, é reconhecido, até hoje, pela voz do apresentador e pelo estilo de músicas populares antigas, rodadas diretamente dos discos.

Além de torcedor do Botafogo, Delfino Coimbra possui como paixão sua coleção de discos, com mais de 5 mil unidades. “Eu coleciono todo tipo de música que gosto, sertaneja, popular, mexicana, italiana, inglesa. Tenho a coleção completa do Tonico e Tinoco, com 62 discos”, salienta.

Acostumado a usar máquina de escrever, gravador e fita cassete, o colaborador mais antigo ocupa o primeiro computador da redação, no qual aprendeu a trabalhar com a chegada da tecnologia. “Foi um pouco difícil, fiz um curso, mas ainda me atrapalho. Uso até hoje minha máquina de escrever para produzir o programa de domingo”.

Em 1995 o colecionador se aposentou por tempo de serviço, mas relembra que a carteira de trabalho foi somente carimbada e ele não foi desligado da empresa. “Quando me aposentei pensei o que eu iria fazer se parasse de trabalhar. Eu me sinto bem trabalhando e as vezes eu penso que 60 anos nem é tanto tempo assim, parece um engano. O tempo passa tão ligeiro que eu nem me surpreendo”, ressalta. Perguntado sobre quando vai parar de trabalhar, Delfino Coimbra brinca: “Só quando eu não conseguir mais subir a rampa de casa”.

A direção da Rádio Progresso de Ijuí parabeniza o primeiro e único colaborador que está na empresa desde sua fundação.

 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!