Busca rápidaX

Apesar de estiagem, novas usinas contribuem para aumento da Geração da Ceriluz

18 de janeiro de 2022

A produtividade das principais usinas da Ceriluz esteve abaixo do considerado normal ao longo de todo o ano passado, no entanto, houve uma queda mais expressiva no mês de dezembro, situação que se mantém até o momento devido à queda nos índices pluviométricos nesse período, o que vêm impactando no nível dos principais rios da região. Conforme cálculos do setor responsável, nesse momento as usinas estão gerando aproximadamente 30% da sua garantia física (média mensal de geração).

Apesar dessa realidade, no entanto, ao falarmos da Ceriluz, suas usinas próprias e aquelas construídas em parceria, apresentaram resultado positivo em relação ao ano anterior. Considerando os percentuais de participação da Cooperativa em novos projetos que entraram em operação em 2021, a produção foi de aproximadamente 126 milhões de kWh, 52,3% superior aos números de 2020, quando a geração total havia sido de 82,7 mi/kWh. Além dos resultados individuais das usinas próprias (PCHs José Barasuol, RS-155, Ijuí Centenária e CGH Nilo Bonfanti), onde todas tiveram uma geração maior, também ocorreu o incremento da energia gerada por novos empreendimentos que passaram a operar no ano passado, a PCH Forquilha IV (20% de participação) em operação desde janeiro de 2020, e a CGH Igrejinha (59%), operando desde junho.

Fonte: Radio Progresso de Ijuí e Ceriluz
error: Conteúdo protegido!