Busca rápidaX

MANCHETES

Após 4 meses parados, 108 veículos são repassados pelo governo gaúcho para a Emater

11 de fevereiro de 2019

O governo do Estado entregou, nesta segunda-feira (11), 108 veículos para a extensão rural da Emater/RS. A cerimônia teve a presença do governador Eduardo Leite e do secretário de agricultura, pecuária e desenvolvimento rural, Covatti Filho, além do presidente da Emater Iberê Mesquita Orsi. A ministra da agricultura Tereza Cristina enviou como representante da pasta o secretário de agricultura familiar e cooperativismo Fernando Henrique Schwanke. Os automóveis, Fiat Mobi 1.0, modelo 2018/2019, foram adquiridos em convênio com o governo federal, junto com a cedência de 120 computadores, já entregues. Os veículos ficaram 4 meses parados, por causa da burocracia até receberam a liberação de uso pelo Executivo estadual. O investimento total é de R$ 4,8 milhões. Os carros serão distribuídos para mais de 70 cidades de todas as regiões do Rio Grande do Sul para prestar assistência técnica e levar a tecnologia para a agricultura familiar. Entre os municípios beneficiados com um veículo estão Pejuçara, Nova Ramada, Boa Vista do Cadeado, Passo Fundo, Erechim, Ibirubá e Santo Cristo. Para o escritório regional de Santa Rosa, serão entregues 4 carros. Porto Alegre terá 9 veículos, um para o escritório regional e 8 para o escritório central.

O governador Eduardo Leite fez questão de ressaltar a importância da gestão anterior de José Ivo Sartori, a qual foi a responsável pelo processo de investimento nos veículos desde 2016. Ele ainda destacou que os carros zero quilômetro são ferramentas fundamentais para o desenvolvimento econômico e a extensão rural do agronegócio gaúcho. No entanto, Leite também salientou a demora de 4 meses para os carros terem sido liberados para a Emater/RS. “Este ato é para nós observarmos falhas da administração, em que, não estou me dirigindo a qualquer governo especificamente, mas sim que não podemos admitir que leve 4 meses para liberar a entrega de um instrumento tão importante para o exercício da atividade da Emater. Motivo pelo qual serve também de alerta para que todos nós temos que empreender todos os esforços e a determinação na desburocratização para acelerar processos como este”, argumentou o governador.

O presidente da Emater, Iberê Mesquita Orsi, também defende a redução do tamanho do Estado para desburocratizar os processos e explica que os novos veículos irão substituir antigos que geravam altos custos de manutenção. “Isto vai permitir que a Emater faça uma economia que reflete para o Estado, para o serviço, com maior agilidade vamos chegar ao campo. Esta é uma ferramenta para chegarmos ao produtor rural, sem ela nós não conseguimos visitar o produtor e levar assistência técnica, tecnologia para que ele melhore de vida, aumente a sua produtividade e por consequência aumente a sua renda. É isso que nós temos que fazer”, destacou o presidente.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido !!!