Busca rápidaX

Reintegração de posse no Getúlio Vargas: Após uma semana famílias seguem desabrigadas

6 de junho de 2019
Foto: Sabrina Bertollo - RPI

    Nove famílias continuavam, nesta Quinta Feira(06), acampadas na Praça da República, em frente a Prefeitura Municipal de Ijuí.  Nessa Sexta Feira (07) vai completar uma semana desde que os oficiais de justiça, com apoio da Brigada Militar, cumpriram, pacificamente, os mandados de reintegração de posse da área invadida no bairro Getúlio Vargas.

Foto: Sabrina Bertollo – RPI

As pessoas dizem não ter pra onde ir e improvisaram barracas com lonas, alguns colchões e alimentos, todos doados pela comunidade que se solidarizou com a situação. Neste espaço , coberto de cartazes (Foto), os moradores continuam pedindo por uma solução por parte do Poder Executivo.

   Na manhã desta Quinta Feira(06), um encontro entre a liderança do movimento e o Prefeito Valdir Heck, tentou encontrar uma forma de abrigar as pessoas em algum local público. Conforme Émerson Gomes, líder do movimento, o executivo ofereceu a sede do Bairro Industrial, por oito dias, até que seja encontrada uma melhor solução. Porém, o prefeito exigiu que apenas as seis famílias já inscritas no processo sejam deslocadas, as outras três devem procurar outra situação, pois, não se enquadram em nenhum programa assistencial.

   Devido a isso, as famílias decidiram permanecer na Praça da República.  Ao falar à Rádio Progresso, Émerson Gomes também relatou a indignação do movimento com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, que, em nenhum momento buscou saber da situação das pessoas, nem mesmo oferecer uma orientação. A Reportagem da RPI tentou contato com a Secretária que responde pelo setor, porém sem sucesso. 

   Ainda, na tarde desta Quinta Feira(06) a Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul, través do Dr. Eugênio Gomes de Oliveira Junior, ingressou com um pedido de liminar para que o município seja obrigado a alocar as famílias, habilitadas no processo de distribuição dos lotes, até que todo o trâmite seja vencido.

Moradora Kauane Lima deixando a área ocupada após a reintegração de posse. Foto: Rafael Soares

  A reportagem da Rádio Progresso ouviu depoimentos de pessoas que foram retiradas do local ocupado, irregularmente, através da reintegração de posse. A moradora Kauane Lima descreveu este momento como um dos mais tristes de sua vida, pois, naquele local, segundo ela, se vivia com um pouco de dignidade. 

   Mãe de uma filha de apenas dois anos, Kauane salientou que desmanchar a casa conquistada com muito custo e perder parte dos móveis foi, para ela, desolador. “Nós estávamos a quatro anos lá, e agora tivemos que sair, e o pior, sem ter pra onde ir” Lamenta moradora. “A vontade era de chorar” disse. Kauane e sua filha estão entre os suplentes classificados para ganhar um terreno no lote ocupado. Enquanto este processo não se finda, as famílias vão buscando soluções para ter o mínimo de conforto e dignidade. 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido !!!