Busca rápidaX

MANCHETES

Área política de Santo Angelo se mobiliza contra portaria do Estado que onera comerciantes no segmento de carnes

8 de março de 2017
Uma portaria da secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul causa preocupação entre os comerciantes de Santo Ângelo que trabalham com venda de carnes bovina e bubalina, além de fiambres. A resolução disciplina que açougues e estabelecimentos que comercializam carnes tenham um médico veterinário à disposição e salas especiais refrigeradas para o fracionamento e embalagem do produto.

As exigências podem inviabilizar as atividades de cerca de 120 estabelecimentos familiares que vendem produtos de origem animal em Santo Angelo. Isso porque, a medida exige alto investimento para empreendimentos familiares. A estimativa é de que são necessários investimentos em torno de 10 mil reais para adequação à normativa do Estado.

O prefeito, Jacques Barbosa, levou a questão ao presidente da Associação dos Municípios das Missões, Brasil Sartori, e pediu que a entidade se mobilize a fim de pressionar para rever as exigências. Já o vereador Vinicius Makewitz encaminhou moção na Câmara de Vereadores em apoio às reivindicações do Sindigêneros e, em parceria com o vereador Felippe Terra Grass, apresentou proposta de audiência pública para discutir as exigências da portaria. O sindicato irá organizar uma reunião ampliada com o segmento atingido para respaldar a luta contra a portaria estadual. 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!