Busca rápidaX

MANCHETES

Áreas cível e de família representam 77% dos atendimentos da Defensoria Pública de Ijuí no último ano

10 de junho de 2021

A Defensoria Pública de Ijuí, que abrange toda a região, atendeu cerca de 20 mil pessoas desde março de 2020, quando a pandemia da Covid-19 ganhou força no Brasil, até maio de 2021. Destes atendimentos, 77% foram nas áreas cível e de família. Em entrevista à RPI, o chefe da Defensoria Pública Estadual em Ijuí, André Girotto, explicou que a área com maior procura, foi a da família. “A maior demanda foi na área de família, concentrando 50,66% dos atendimentos. Destes, o carro chefe foram pedidos de execução de alimentos”.

Outra demanda recorrente no último ano foi na área cível, que abrange judicialização de pedidos de medicamentos. Girotto explicou que a demanda chega até a Defensoria quando o cidadão solicita um medicamento que é negado por alguma esfera do estado. “Quando não conseguem acessar o medicamento, as pessoas procuram a defensoria e aí trabalhamos para auxiliá-las. Temos um setor específico para este tipo de demanda”. 

A Defensoria Pública atende pessoas que sem condições financeiras de contratar um advogado e, prioriza o diálogo para evitar a judicialização de alguns casos. Através da mediação, o objetivo é sempre tentar a resolução dos problemas. 

Como forma de prevenir a disseminação do novo coronavírus, a Defensoria suspendeu o atendimento presencial, porém, segue atendendo de forma remota, das 9h às 12h e das 13h às 18h, através dos telefones (55) 3331 2326 e 3305 0667 ou pelo e-mail urgencias. ijui@defensoria.rs.def.br.

Girotto alerta, no entanto, para que as pessoas tenham paciência ao tentar contatar a Defensoria, já que devido à alta demanda, as linhas podem ficar congestionadas.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!