Busca rápidaX

Arrecadação de impostos estaduais em julho fica 5,5% abaixo do verificado em 2019

19 de agosto de 2020

A arrecadação dos impostos estaduais no Rio Grande do Sul em julho totalizou R$ 2,88 bilhões. O valor é 5,5% (R$ 167 milhões) inferior ao registrado em 2019, em números atualizados pelo IPCA. Esse é o melhor resultado do indicador desde o início da pandemia da Covid-19, refletindo a tendência de recuperação gradual da atividade econômica no Rio Grande do Sul. O montante é composto pela soma do ICMS (Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual, Intermunicipal e de Comunicação), do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) e do ITCD (Imposto sobre Transmissão “Causa Mortis” e Doação de Quaisquer Bens e Direitos).

Segundo Ricardo Neves Pereira, subsecretário da Receita Estadual, a melhora no desempenho é imprescindível frente aos desafios impostos pelo novo coronavírus. “Após um primeiro semestre com 3,5% de crescimento real na arrecadação, vínhamos de quedas de 14,3% em abril, 26,2% em maio e 12,4% em junho. A continuidade desse movimento de recuperação é fundamental para as finanças públicas”, salienta o subsecretário, que destaca que o fisco está implementando uma série de iniciativas para modernização da administração tributária por meio da agenda Receita 2030, com repercussão positiva no ambiente de negócios e no desenvolvimento do Estado.

Com o desempenho de julho, o resultado acumulado em 2020 na arrecadação de impostos agora é de -6,4% (R$ 1,54 bilhão) frente a 2019. Para agosto, a expectativa é que o indicador siga apresentando recuperação lenta e gradual, acompanhando o ritmo de retomada da atividade econômica no Estado. As receitas, segundo estudos preliminares do fisco, devem ficar cerca de R$ 100 milhões abaixo do obtido em agosto de 2019.

Para incrementar a precisão das previsões e robustecer a tomada de decisão, a Receita Estadual vem monitorando em tempo real o comportamento dos principais indicadores econômico-fiscais do Rio Grande do Sul, inclusive com publicação de boletins semanais no site de transparência da Instituição, o Receita Dados. Além disso, outra medida implementada é o incremento do acompanhamento e do relacionamento com entidades e contribuintes dos mais diversos setores econômicos, por meio dos Grupos Especializados Setoriais (GES).

 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Fazenda RS
error: Conteúdo protegido!