Busca rápidaX

Champs Elysees

“Árvore da Vida” reforça ligação entre mãe e bebê no hospital Unimed Noroeste/RS

26 de outubro de 2018

Alegria, emoção e lembranças boas. São sentimentos que definem a chegada de uma criança na família. Para eternizar ainda mais esse momento, o Hospital Unimed Noroeste/RS está entregando uma lembrança cheia de significados para os papais: a “Árvore da Vida”.

Trata-se de um registro da placenta, de maneira ilustrativa, em uma tela ou papel, podendo virar um quadro. “É como se fosse uma digital, pois a placenta é única e só tem função quando a criança se encontra na fase uterina”, aponta a enfermeira Ananda Hoffmann. A arte é realizada com a própria placenta, sendo pintada naturalmente com o sangue da mãe ou colorida com tinta, carimbada em uma folha. Depois de seca é entregue à família.

A ginecologista e obstetra Sheila Krüger Carvalho explica que “a ação de entregar a arte da ‘Árvore da Vida’ para as mães, já conhecida em grandes hospitais do mundo todo, é uma forma lúdica de proporcionar uma lembrança desse momento tão importante, o nascimento do bebê, sua separação de dentro do útero materno para iniciar sua própria vida”. A médica reforça que a ‘Árvore da Vida’ é uma lembrança para as mães e para as crianças que, na medida em que crescem, “podem entender como funciona o início da vida dentro da barriga da mamãe”.

A paciente Taísa Raquel Bottega Teixeira, mãe da pequena Júlia Liz, que nasceu nesta quinta-feira, 25, recebeu a imagem. “Hoje vejo a placenta com outros olhos. É um novo significado”, manifesta ao ver a “Árvore da Vida” da pequena Júlia.

Placenta – É o único órgão que só existe durante a fase da gestação. Ela começa a se desenvolver nos primeiros dias da gravidez e deixa de ter função minutos após o nascimento do bebê, quando se desprende da parede do útero. É a maior ligação entre a mãe e o bebê dentro do útero. Conhecida também como a “Árvore da Vida”, têm os vasos sanguíneos do disco placentário parecidos com galhos ramificados e o cordão umbilical semelhante ao tronco.

A placenta possui funções importantes como: o transporte de oxigênio e recolhimento do gás carbônico do bebê; é ela que recolhe do sangue da mãe as substâncias necessárias para a crianças se desenvolverem; tem função de imunização para o bebê; produz os hormônios importantes para a manutenção da gestação. “A placenta é o órgão responsável pela nutrição e pelo crescimento do bebê dentro do útero, além de representar sua ligação com a mãe”, resume a obstetra Sheila Carvalho.

Compartilhar
  • 726
  •  
  •  
  •  
  •  
    726
    Shares
Fonte: Unimed Noroeste/RS

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido !!!