Busca rápidaX

Associação de produtores de milho demonstra preocupação com situação das lavouras no RS

7 de janeiro de 2020

A situação das lavouras de milho do Rio Grande do sul preocupa entidades da área. Segundo Ricardo Meneghetti, presidente da associação de produtores de milho, Apromilho, além da falta de chuva, o excesso de calor e o vento quente também prejudicam as plantas. E essa condição, conforme ele, atinge também o milho que tem irrigação.

O presidente ressalta que o milho irrigado também acumula prejuízos, no entanto, são menores que as plantas do sequeiro, uma vez que essas não tem acúmulo de água na raiz. Meneghetti afirma que em Ijuí, Chiapetta, Santo Augusto e municípios próximos a chuva veio em maior volume, por isso as avarias são menores. Situação diferente da região norte do estado, contemplando as cidades de Cruz Alta, Passo Fundo, Erechim e Carazinho que concentram as maiores perdas.

Sobre os reflexos da estiagem para produção de silagem, Ricardo afirma que a previsão é de que fossem cultivados 750 mil hectares de milho para indústria, em forma de grãos e cerca 320 mil hectares destinados à silagem. Sobre a alimentação destinada ao gado, Ricardo ressalta que a silagem produzida nos últimos dias tem pouca proteína e é nutricionalmente mais pobre.Isso em virtude da perda de umidade, que dificulta ainda a compactação.

O presidente da Apromilho pontua que o prejuízo ainda é invisível em algumas lavouras e deve ser contabilizado nos próximos dias. 

O Rio Grande do Sul abre oficialmente a colheita do milho no RS no dia 7 de fevereiro em Chiapetta. O evento começa na noite anterior com palestras da área. No dia 7, além da abertura simbólica, com a presença do governador do estado e outras autoridades, deve ser lançado um programa de incentivo à produção de milho no estado, o que, segundo, Ricardo Meneghetti, deve trazer boa perspectiva para que os agricultores voltem a produzir milho no RS.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!