Busca rápidaX

MANCHETES

Champs Elysees

Atos da Fetag em defesa da saúde pública dão os primeiros resultados

23 de agosto de 2016
A FETAG e os Sindicatos dos Trabalhadores Rurais promoveram na manhã de hoje, 23, atos em defesa da saúde pública em 12 municípios no Rio Grande do Sul, que enfrenta uma situação dramática em decorrência da redução nos repasses de recursos públicos do Estado para os municípios. O presidente da FETAG, Carlos Joel da Silva, avaliou de forma positiva as manifestações, que reuniram cerca de sete mil pessoas, que se concentraram junto às Coordenadorias Regionais de Saúde de Pelotas, Osório, Lajeado, Santa Cruz do Sul, Cachoeira do Sul, Santa Maria, Passo Fundo, Ijuí, Cruz Alta, Santo Ângelo, Santa Rosa e Bagé. Amanhã será a vez de Caxias do Sul.

O dirigente creditou a liberação de R$ 170 milhões nos últimos dias e a promessa de mais R$ 30 milhões em seguida como resultado das ações que a FETAG e o conjunto do movimento sindical está implementando nas últimas semanas. Em cada uma das Coordenadorias Regionais de Saúde, conta Joel, foi entregue um documento que retrata a apreensão da FETAG com o descaso das autoridades à saúde. “Os atos não são contra ninguém, mas sim a favor da saúde pública no Rio Grande do Sul. O SUS, por exemplo, está perdendo a qualidade e a referência. E desta forma, a saúde deixa de ser prioridade dos governos”, completa. 
 

Os motivos para a execução dos atos:
Falta e o não-repasse de recursos pontuais às Secretarias Municipais de Saúde;
Inexistência de prestação de contas do dinheiro público por parte de alguns hospitais e clínicas;
Defasagem na tabela de atendimentos prestados pelo Sistema Único de Saúde (SUS);
Aplicação dos recursos destinados à saúde em outras áreas; e,
Falta de recursos voltados à Atenção Básica, que é o pilar sustentador da saúde pública.
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os comentários estão desativados.

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido !!!