Busca rápidaX

Através de expressões preconceituosas e homofóbicas, empresário de Cruz Alta critica apresentação artística no aniversário do município

20 de agosto de 2021

Uma extensa e bem produzida lista de atividades marcou o bicentenário de Cruz Alta. Apresentações artísticas, produções culturais e resgate histórico marcaram a passagem da data de emancipação político-administrativo deste que já foi o município mais importante da região, sendo inclusive, origem de muitas cidades, como Ijuí.
Destoando do clima festivo, o áudio de um cidadão, que tece comentários depreciativos, homofóbicos e preconceituosos acerca da apresentação do Grupo Teatral Máschara, em frente à prefeitura, ganhou repercussão rapidamente nas redes sociais. No áudio o cidadão classifica os artistas como “bando de veados (…) de bombacha” e sugeriu que os artistas deveriam ter feito a apresentação “de sainha”. O senhor em questão diz que a apresentação é um desrespeito aos “tropeiros” de Cruz Alta e questiona “que tipo de gaudério” é o vice-prefeito, Luciano Ardenghi, que é adepto do tradicionalismo. O homem diz ainda que “se querem ser veados, que sejam embaixo da ponte”.
A coordenadora de Cultura de Cruz Alta, Shana Reis, classificou o episódio como algo lamentável. “Infelizmente temos que repetir sempre as mesmas coisas, sendo que isso tudo poderia ter sido evitado tivesse o básico, que é somente o respeito. O Grupo Máschara é um grupo extremamente talentos, que desenvolve um belíssimo trabalho, reconhecido e que enaltece o município. Isso é muito triste”.
A Prefeitura de Cruz Alta e o Grupo Máschara se manifestaram sobre o áudio através de nota. Confira:
– A administração municipal lamenta profundamente que nos dias de hoje ainda haja preconceitos desse tipo e repudiamos veementemente qualquer fala que ofenda a arte cruzaltense, principalmente quando ela vem expressada em tamanha qualidade e sensibilidade com nossa história!! Nosso governo prima e sempre primará pelo respeito às pessoas, independente da orientação sexual, e pela cultura nas suas mais variadas expressões!

-A diretoria do Grupo Teatral Máschara em seus trinta anos de existência nunca presenciou uma demonstração direta tão grande do preconceito, da homofobia e da truculência direcionada a profissionais do exercício de seu trabalho. Nosso carinho, admiração e respeito a prefeitura municipal de Cruz Alta, que dá espaço aos artistas e promove ações culturais levando todas as artes a todas as populações de nossa cidade. Ao mesmo tempo, perdoa esse gesto insensato na certeza de que ele não mais se reprisará. A grande aldeia humana, precisa cada vez mais de amor, compreensão e convivência pacífica.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!