Busca rápidaX

MANCHETES

Atualização da cogestão garante região de Ijuí em regras mais brandas mesmo em bandeira vermelha

15 de janeiro de 2021

Mesmo que seja confirmada a bandeira vermelha para a região de Ijuí à próxima semana, sobre Covid-19, é possível que os municípios de abrangência coloquem em prática regras da bandeira laranja, ou seja, normas mais brandas. A medida é permitida pois o governo gaúcho atualizou o sistema de cogestão da região de Ijuí. Diante disso, as prefeituras podem estabelecer regras para funcionamento do comércio e demais segmentos até a bandeira inferior ao que for estabelecido pelo próprio Estado. No caso de Ijuí, segundo o secretário municipal de Governo, Paulo Girardi, vão seguir as normas vigentes nesta semana de classificação laranja.

Indicativo

Em razão do alto risco de esgotamento da capacidade hospitalar e velocidade de propagação do novo coronavírus, das 21 regiões Covid do Rio Grande do Sul, 20 estão pré indicadas para bandeira vermelha, de alto risco para a doença, à próxima semana. A divulgação das prévias das bandeiras aconteceu hoje e até às 6 horas de domingo as regiões ou municípios podem interpor recurso a fim de tentar classificação mais branda. O resultado definitivo das bandeiras para a próxima rodada vai ser anunciado no final da tarde de segunda-feira.

Apenas a região de Caxias do Sul foi pré-classificada em bandeira laranja, de risco médio para a pandemia. Dessa maneira, as regiões de Ijuí, Cruz Alta, Santo Ângelo, Santa Rosa e Palmeira das Missões, por exemplo, estão indicadas para a classificação vermelha. As regiões de Ijuí e Santa Rosa sofrem piora no quadro, pois nessa semana estão em bandeira laranja. A região de Ijuí, nos últimos sete dias, registrou aumento de 83% no número de óbitos por coronavírus, pois passou de 6 para 11 mortes. Porém, ocorreu redução de 19% nas hospitalizações devido à mesma doença. Já a região de Santa Rosa sofreu acréscimo de 14% nos óbitos, com um a mais em relação à semana anterior, além de elevação de 7% em hospitalizações por Covid. A região de Santo Ângelo, por sua vez, constatou aumento de 13% nas internações e, com 12 óbitos, crescimento de 20% nos falecimentos. Na região de Cruz Alta, o acréscimo foi de 7% em hospitalizações, além de sete óbitos. No tocante à região de Palmeira das Missões foi registrada diminuição 30% em internações por Covid, mas acréscimo de 125% nos óbitos, visto nove mortes pela patologia.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!