Busca rápidaX

Autor de feminicídio em Tenente Portela pode ser condenado a 45 anos de reclusão

21 de abril de 2020

Uma pena de até 45 anos de reclusão poderá ser aplicada ao réu A.L., que é acusado de assassinar sua ex-companheira, Andréia Juliana Leite, no último dia 6 de abril, no bairro São Francisco, em Tenente Portela. Isso porque o promotor de Justiça Miguel Germano Podanosche, apresentou uma denúncia na qual o acusado responderá pelo crime de homicídio com quatro qualificadoras, sendo feminicídio, motivo torpe, meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima.

Além disso, há uma causa de aumento da pena que é o cometimento do crime na presença de descendente da vítima, visto que ela foi assassinada na frente da filha, assim como uma circunstância agravante de execução do delito em ocasião de calamidade pública decorrente do Covid-19.

Na nota, o promotor ainda destaca que, se todas as teses forem acatadas pelo Tribunal do Júri, o réu pode ser condenado a 45 anos de reclusão. Miguel Germano Podanosche também escreveu que esse é o segundo crime ocorrido em Tenente Portela que pode ser enquadrado em feminicídio.

Relembre o crime

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí com informações Observador Regional
error: Conteúdo protegido!