Busca rápidaX

Bairros de Santo Ângelo elegem estrutura urbana como prioridade para a LDO

30 de agosto de 2019

Em audiência pública realizada na tarde desta quarta-feira, 29, no auditório do Centro Municipal de Cultura, reunindo autoridades, lideranças comunitárias, servidores e membros dos conselhos municipais, foram definidas prioridades das comunidades para a formatação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e inclusão no Orçamento do Município para 2020.

Asfaltamento, iluminação pública e melhorias nas sedes dos núcleos comunitários foram elencadas como prioridade pelos representantes dos bairros e distritos. O esgotamento doméstico também foi bastante citado pelos presentes como demanda, no entanto, é de responsabilidade da CORSAN, concessionária do abastecimento de água e tratamento de esgoto em Santo Ângelo.

Na abertura da audiência, o prefeito Jacques Barbosa relatou as obras e ações que o Governo Municipal vem realizando em todas as frentes, atendendo aos anseios da comunidade de longo tempo, ressaltando as obras de pavimentação asfáltica; rede de drenagem pluvial com mais de 2,5 quilômetros instalados e/ou em instalação, inserido no Plano Municipal de Prevenção a Alagamentos, investimento de mais de R$ 2 milhões; a modernização do sistema de iluminação pública com mais de R$ 4 milhões investidos; o Plano de Revitalização Urbana; melhorias nas unidades de saúde, com equipamentos e recursos humanos; a abertura da UPA; a geração de emprego e renda; e o Plano de Saneamento Rural, inédito no Rio Grande do Sul; além de outras realizações.

“Estamos atuando forte em todas as áreas. Governar é ouvir as pessoas, por isso estamos ouvindo as lideranças comunitárias, para elaborar um orçamento exeqüível e que atenda as demandas da população”, concluiu Jacques.

EDUCAÇÃO FISCAL

O contador responsável pelo Setor Tributário da Secretaria da Fazenda, Eliseu Morin, explanou sobre o Programa de Educação Fiscal do Governo Municipal que busca conscientizar o cidadão a exigir a nota fiscal nos estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços, visando elevar a capacidade de arrecadação do município e de investimentos para obras e serviços prestados à comunidade; e em relação ao programa estadual Nota Fiscal Gaúcha, explanando aos presentes como aderir, suas vantagens, benefícios e a premiação em dinheiro a que concorrem os cadastrados. Conforme Morin, pouco mais de 12% da população santo-angelense está cadastrada no programa do Estado.

O vice-prefeito Bruno Hesse; o vereador Valter Mildner e os secretários municipais também participaram da audiência pública. A reunião foi coordenada pelo chefe de Gabinete do Executivo, Airton Peruzzi, com a assessoria da Secretaria Municipal do Planejamento.

A LDO foi protocolada nesta sexta-feira, 30, no Legislativo para apreciação do plenário. A previsão orçamentária para 2020 é de R$ 243 milhões.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Prefeitura de Santo Ângelo

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!