Busca rápidaX

MANCHETES

Bolsonaro é a própria crise, diz Parlamentar Gaúcha

28 de abril de 2020

 O Presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM/RJ), já recebeu protocolos de 29 pedidos de impeachment contra o Presidente da República Jair Bolsonaro. Todos os atores desses pedidos estão aguardando por um posicionamento. Mas, Maia já adiantou que neste momento não irá analisar essas propostas.

 Diante deste cenário partidos de oposição pressionam o presidente do parlamento para dar início em um desses processos. O PSOL foi o primeiro partido político a sugerir o afastamento do Presidente da República. No dia 18 de Março ingressou com o pedido de impeachment no congresso nacional.

 O documento, segundo a Líder do PSOL na Câmara, Deputada Federal gaúcha Fernanda Melchionna se originou nos atos do presidente de atrapalhar os trabalhos de combate à pandemia da COVID-19 e incentivar movimentos antidemocráticos pelo País. Em entrevista à Rádio Progresso, nessa Terça Feira (28) a parlamentar disse que o Presidente Bolsonaro mais atrapalha do que ajuda no combate ao Coronavírus no Brasil. “É um momento muito grave da história do Brasil, talvez o momento mais grave que a nossa geração já viveu”. Disse Melchionna.

 Segundo a parlamentar do PSOL do Rio Grande do Sul, o presidente da república é a própria crise política e nunca foi tão necessário um processo de impeachment para recolocar o Brasil dos trilhos da democracia novamente. Fernanda Melchionna salienta que o governo cria um movimento que auxilia no agravamento da crise e da Pandemia da COVID-19.

 Neste momento, na visão da Deputada, não é hora de dividir, como propõe o Presidente Bolsonaro em seus discursos. “Este é o momento de unir o País e combater a pandemia pautada na ciência e nos critérios técnicos internacionais de saúde”. Finalizou Fernanda Melchiona.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!