Busca rápidaX

MANCHETES

Bozano decreta situação de emergência pela estiagem

10 de janeiro de 2022

O prefeito em exercício Clóvis Copetti assinou na manhã desta segunda-feira(10), o Decreto Executivo nº 988/2022 que estabelece a situação de emergência em função da estiagem no município de Bozano. 

O documento foi elaborado pela Administração Municipal com base nos prejuízos apontados nos setores de agricultura, pecuária e também pela repercussão para a subsistência humana, tendo em vista o já estabelecido racionamento de água no município e efeitos da estiagem no cotidiano das pessoas, principalmente das famílias em situação de vulnerabilidade social. 

Na última sexta-feira, o responsável pela Defesa Civil do município, Gilson Bauer e o prefeito em exercício Clóvis Copetti participaram de reunião regional da Defesa Civil, onde os gestores foram orientados sobre a forma de elaboração dos documentos para o estabelecimento da situação de emergência. 

Em Bozano, conforme dados apontados pela Emater e o município, os prejuízos superam as cifra de R$ 55 milhões. Nas lavouras de soja as perdas são de aproximadamente 40% da produção totalizando cerca de R$ 51 milhões com base no preço atual da saca de soja. Já no milho o prejuízo beira os R$ 2 milhões com quebra de 64% na lavoura. No milho silagem a quebra é de  47% em relação ao volume de massa verde. 

Na bacia leiteira, muito atingida pela baixa qualidade do alimento produzido, caso da massa verde do milho silagem, além do desabastecimento de água – que demanda a abertura de bebedouros, os prejuízos chegaram a R$ 250 mil. No total, mais de 380 produtores e agricultores tem prejuízos por conta da estiagem. 

No que diz respeito ao abastecimento de água para o consumo animal, o município já atendeu a mais de 40 solicitações para abertura de bebedouros no interior. Conforme o secretário de obras Adilson Sandri, as localidades mais afetadas pela estiagem no interior São Rincão da Laje, São Miguel e São Valentin. Sandri explica que mesmo tendo chovido, o volume pluviométrico não foi suficiente para repor os mananciais de água, o que demanda as solicitações que chegam a divisão da agricultura e secretaria de obras para abertura de novos bebedouros. 

O decreto assinado prefeito em exercício Clóvis Copetti tem validade de 180 dias, a contar da data da assinatura.  

Leia a integra do Decreto Executivo nº 988/2022  no link: https://www.bozano.rs.gov.br/legislacao/detalhe/2/pdeclara-situacao-de-emergencia-nas-areas-do-municipiop/

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Radio Progresso de Ijuí e prefeitura
error: Conteúdo protegido!