Busca rápidaX

Canil Municipal de Ijuí é alvo de reclamações

14 de fevereiro de 2019

Nesta manhã a rádio Progresso conversou com o presidente do Grupo de Incentivo ao Cuidado com Animais de Ijui (GICAI) Alexandre Reichert. Ele falou sobre a situação vivenciada nas últimas semanas, quando ONGs de apoio aos animais de Ijuí visitou o Canil Municipal, também conhecido como Centro de Zoonose, e se deparou com uma situação desagradável: segundo ele, haviam cachorros mortos no local, além de diversos outros necessitando de atendimento veterinário com urgência.

Após a visita, o GICAI, juntamente com a Associação dos Amigos de Animais de Ijuí (AAAI), fez uma publicação em suas redes sociais, divulgando fotos e vídeos dos cães, e solicitando ao Poder Público a responsabilização pela situação em que encontra-se o canil.

A Prefeitura por sua vez, através da Coordenadoria de Proteção ao Animal, publicou em seu site uma nota, esclarecendo a situação e alegando que algumas fotos não eram dos animais que estão abrigados no canil de Ijuí, e sim de outros cachorros da região.

Em entrevista à rádio Progresso nesta manhã, Alexandre contestou sobre a nota publicada. Ele garante que os animais mortos divulgados nas redes sociais estão no canil desde pequenos. Segundo ele, já existem mais de 20 boletins de ocorrência contra o descaso com os animais do canil de Ijuí, mas, até agora não foi dado andamento em nenhum deles.

O Canil Municipal está instalado próximo ao aeroporto desde 2005, e, segundo Alexandre, em 2009 foi assumido um compromisso com os gestores da época, em que garantia a implantação de uma politica de castração, bem como o fechamento do local até 2012. Segundo ele, a politica de castração nunca teve início, e ele afirma que este trabalho é feito pelas próprias ONGs, que arrecadam dinheiro através de feiras, brechós e doações. Alexandre afirma que desde 2014 até este ano, cerca de 500 animais foram castrados pelos grupos de apoio aos animais de Ijuí.

Nesta semana, o Executivo de Ijuí assinou contrato com a empresa vencedora da licitação para reformas no prédio onde funcionava a unidade da Fepagro, beira da BR 285. É lá que deve funcionar o canil, com atendimentos de cães e gatos oriundos de pessoas de baixa renda ou animais abandonados em vias públicas.

De acordo com o secretário do Meio Ambiente de Ijuí, Antenor Weiller, no local haverá implantação de salas de cirurgias, salas de recuperação, além de procedimentos como chipagem e castração. O investimento nas reformas do prédio vai custar cerca de 140 mil reais.

Compartilhar
  • 130
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    130
    Shares
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido !!!