Busca rápidaX

MANCHETES

Capitalização ou privatização? Entenda as diferenças entre os dois caminhos que definem o futuro da Corsan

19 de agosto de 2021

Em entrevista à Rádio Progresso nesta manhã (19) o deputado e presidente da Comissão de Assuntos Municipais, Eduardo Loureiro (PDT) voltou a defender a capitalização da Corsan, ao invés da privatização da autarquia. Segundo o parlamentar, experiências vivenciadas em países desenvolvidos, como Alemanha e França, por exemplo, comprovam que a privatização da água e do saneamento não trouxe bons resultados e o governo desses países está agora passando por um processo inverso, ou seja, aquelas que privaram no passado, agora estão reestatizando a área do saneamento por conta dos resultados negativos, como o aumento da tarifa, por exemplo.

Para tentar convencer o Governo do Estado do Rio Grande do Sul, prefeitos e demais entidades se mobilizam através da realização de audiências públicas virtuais, e pedem mais tempo para aprofundar o debate acerca do tema.

Segundo Loureiro, a capitalização, defendida por ele como o melhor caminho à autarquia, sem a perda do controle acionário por parte do estado, se daria através da venda de 49% das ações da Corsan. “Teríamos uma injeção de recursos muito significativos, isso também daria mais condições para a autarquia promover investimentos, buscando atender as metas previstas no marco regulatório do saneamento aprovado no ano passado, o qual inclui a universalização do esgoto até 2033” finaliza o parlamentar.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!