Busca rápidaX

MANCHETES

“Carne só em ocasiões especiais”: Ijuienses mudam rotina para enfrentar a crise

27 de agosto de 2021
imagem: iStock

Quem vai ao supermercado ou precisa abastecer o carro já percebeu que as coisas estão cada dia mais caras. Reflexo desse aumento de preços, a prévia da inflação em agosto acelerou para 0,89%, a maior para o mês em 19 anos. Muitas pessoas tiveram que mudar a rotina alimentar, para não ficar sem dinheiro para suprir as necessidades básicas do mês. Em Ijuí, a reportagem da Rádio Progresso conversou com diversas pessoas que, com um salário mínimo, precisam “fazer milagre” para sustentar a casa.

O que antes era item essencial em uma refeição, passou a ser “artigo de luxo”. A carne, por exemplo, teve aumentos consideráveis nos últimos meses e o consumidor está sentindo no bolso e no prato, esta disparidade. A dona de casa Maria Copler, moradora do Bairro Herval, passou a preparar a refeição da família sem carne. “Não é sempre que conseguimos comer carne, porque está muito cara. Agora, é só em ocasiões especiais, se recebemos visitas ou mesmo selecionamos alguns dias para servir carne”. 

Já o aposentado Vilmar Falcão, que -segundo ele-, trabalhou a vida inteira buscando a aposentadoria para “viver mais confortável”, teve que reduzir o número de churrascos por mês. O que era cultura de todos os domingos, passou a ser uma vez ao mês. “Agora tenho que escolher só um final de semana no mês pra fazer um churrasquinho em casa. Durante a semana, é frango ou ossinho de porco, se não, falta dinheiro para outras coisas”. 

O economista Argemiro Brum, disse em entrevista à Rádio Progresso que a evolução da inflação, principalmente nas camadas mais pobres da sociedade, chega a 25%. Conforme o economista este é o índice real observado no dia a dia das pessoas que vão ao supermercado, abastecem o carro e pagam contas de consumo como a energia elétrica. Argemiro Brum cita que o governo federal é o principal responsável pelo descontrole econômico. Segundo ele, as recentes crises institucionais fazem com que a moeda Brasileira se desvalorize no mercado ocasionando o aumento da inflação.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!