Busca rápidaX

MANCHETES

Centro e oeste da cidade de São Nicolau são mais preocupantes com febre Chikungunya

14 de abril de 2021

No momento em que a situação da Covid começa se estabilizar no município de São Nicolau, a secretaria da Saúde precisa centralizar ações em outra área, ou seja, os casos de febre Chikungunya, transmitida pelo mosquito Aedes aegipty. Em entrevista hoje pela manhã na Progresso, o secretário municipal de Saúde, Vilson Saturno, disse que já foram confirmados 45 casos da doença por meio da rede pública e mais alguns através de atendimentos particulares. Também há poucos casos de dengue e uma situação suspeita de Zica vírus, patologias, da mesma forma, transmitidas pelo Aedes aegypti. No entanto, São Nicolau aguarda resultados de exames, por isso, esses números podem aumentar. Vilson Saturno comentou que inicialmente a suspeita é que se tratava de Covid e não Chikungunya. A febre começou a ser confirmada após um ou dois exames feitos por pessoas de forma particular. A partir daí houve grande demanda por exames na rede pública. Hoje pela manhã aconteceu nova aplicação de inseticida em São Nicolau para combater o Aedes aegypti. O problema está mais localizado no centro e região oeste da cidade.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!