Busca rápidaX

Ceriluz e Executivo de Catuípe avaliam andamento de obras na cidade

11 de março de 2020

O presidente da Ceriluz, Iloir de Pauli, e o diretor secretário, Sandro Lorenzoni, realizaram na terça-feira visita ao prefeito de Catuípe, Joelson Baroni, para tratar de assuntos comuns à Cooperativa e ao Executivo catuipano. O principal tema foi o início dos preparativos para a construção do primeiro Condomínio Melhor Idade. Os diretores da Cooperativa e o prefeito, aliás, realizaram inspeção da terraplanagem já realizada no terreno.

A expectativa da direção da Ceriluz, conforme o presidente Iloir de Pauli, é iniciar a implantação da estrutura física do condomínio no mês de junho desse ano. “Entramos em uma etapa final de construção da PCH Sede II, em Ijuí, e nosso objetivo é, assim que encerrarmos essa obra, nos voltar para esse novo empreendimento, aqui em Catuípe”, adiantou o presidente. “A Ceriluz continua cumprindo com o papel importante que tem na nossa sociedade por meio desse projeto social, e para o município de Catuípe, não tenho dúvidas que será uma obra memorável, onde além de contemplar todos os associados da Cooperativa com sua estrutura, aumentará a autoestima da nossa comunidade pela preocupação com o ser humano”, avaliou o prefeito Joelson Baroni. 

A proposta de construção dos Condomínios Melhor Idade se volta a atender às necessidades de pessoas com idade acima de 60 anos. Eles contarão com casas de repouso e estrutura completa para atendimentos especiais para a preservação da saúde. Catuípe receberá o primeiro condomínio, que ficará localizado ao lado da RS-342, logo após o trevo de acesso à cidade, onde a Ceriluz adquiriu área de 12 hectares. Além dos espaços interdisciplinares, os condomínios projetam também ambientes para prática de esportes, atividades de lazer e laborais. O projeto conta ainda com uma Usina Solar instalada no mesmo terreno, de 1 Megawatt (MW), que visa dar sustentabilidade ao projeto social, podendo suprir até 70% dos custos. 

Distrito Industrial – Outro tema tratado foi a implantação do Distrito Industrial do município, também ao lado da RS-342. O distrito será abastecido pela energia da Ceriluz e sua implantação dependerá de adequações da estrutura de distribuição de energia no local. “Quando nós adquirimos a área para o Distrito Industrial nós já sabíamos que seríamos abastecidos pela Ceriluz, tínhamos a garantia de que teríamos o apoio que sempre tivemos, além da eficiência costumeira da Cooperativa”, analisou Baroni. O distrito industrial tem 03 hectares com 22 lotes destinados para investidores. Além da energia, as empresas poderão usufruir da internet da Ceriluz, cuja fibra óptica também já está disponível.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Ceriluz
error: Conteúdo protegido!