Busca rápidaX

MANCHETES

Clima esquenta ainda mais em Brasília: Perondi e Sergio Zveiter quase vão as vias de fato

10 de julho de 2017
O clima esquentou entre os deputados Sergio Zveiter (PMDB-RJ) e os gaúchos Darcísio Perondi e Mauro Pereira (PMDB-RS) na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ) depois do parecer a favor da denúncia contra o presidente Michel Temer. Encerrada a leitura, Perondi, nome da tropa de choque do Planalto, apertou a mão de Zveiter e ironizou:

— Foste um ótimo promotor.

Zveiter não gostou. Quando Perondi se virou, o relator cutucou as costas do parlamentar, se aproximou e afirmou que "só não daria um soco" no colega de bancada porque "ele é um merda(sic)".

— Eu sou homem! Eu não sou frouxo! Eu não sou moleque! — esbravejou o relator.

A turma do deixa disso teve de apaziguar os ânimos. Perondi tem sido criticado por parlamentares de diferentes bancadas em razão da defesa enfática de Temer. Os deputados consideram alguns gestos do gaúcho "agressivos".

Zveiter então foi falar com outro deputado da bancada do PMDB, Carlos Marun (MS), e novamente o clima ficou tenso, desta vez com Mauro Pereira. A turma do deixa disso teve que mais uma vez entrar em ação.

Os ânimos acirrados dentro do PMDB são um reflexo de que Zveiter ficou sem clima na própria bancada. Ele tem a expulsão da legenda cobrada por integrantes da tropa de choque do presidente. 

— Se eles me expulsarem, vai ser problemas deles, e não meu — disse Zveiter.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!