Busca rápidaX

Colheita do milho confirma baixo rendimento em Ijuí devido a estiagem

31 de janeiro de 2020

Com a colheita do milho de primeira safra em cerca de 80% em Ijuí, o rendimento varia de 45 a 75 sacas por hectare. A baixa produtividade acontece em razão da estiagem. O escritório municipal da Emater de Ijuí recebeu em torno de 35 pedidos de proagro, visto as perdas causadas pela falta de chuva.

Além disso, no momento os agricultores atuam com plantio do milho de segunda safra, também conhecido por safrinha, nas áreas onde houve a colheita da primeira safra. O cultivo já atinge aproximadamente 80%. A perspectiva é de plantio de dois mil e 500 hectares, entre milho safrinha para grão e silagem em Ijuí.

As recentes chuvas contribuem significativamente para a boa germinação e desenvolvimento vegetativo do cereal. No momento, produtores também efetuam plantio de soja safrinha, da mesma forma, em áreas onde foi colhido milho.

Em Ijuí, a soja de segunda safra deve totalizar em torno de 200 hectares. Já existem lavouras em desenvolvimento vegetativo. Referente à soja de primeira safra, a Emater avalia que em Ijuí a oleaginosa plantada a partir do dia 15 de novembro do ano passado retomou o desenvolvimento e tem boa floração, após as chuvas recentes.

Já a soja cultivada entre final de outubro e início de novembro tem quebra estimada entre 15 e 20%, e já começa o processo de maturação. Numa área de monitoramento, em lavoura no distrito de Santana, em Ijuí, onde há coletor de esporos de ferrugem asiática, teve registro de esporos da doença. Isso significa que a ferrugem asiática pode se desenvolver, por isso a necessidade de controle.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!