Busca rápidaX

MANCHETES

Com poucos fiscais, Ijuí depende de ajuda da população para evitar aglomerações

18 de janeiro de 2021

A Anvisa, Agência Nacional de Vigilância Sanitária aprovou por unanimidade na tarde de ontem (17), o uso emergencial da vacina  CoronaVac e da vacina de Oxford contra a covid-19. Na primeira leva de imunizações, os grupos a serem alcançados são: trabalhadores da saúde (5,88 milhões de pessoas), pessoas de 80 anos ou mais (4,26 milhões), pessoas de 75 a 79 anos (3,48 milhões) e indígenas com idade acima de 18 anos (410 mil). Mesmo com o início das vacinações, o nível de abrangência da população imunizada ainda será baixo, exigindo a permanência dos cuidados de combate à covid-19.

De acordo com o Decreto Estadual, os municípios que estão sob regência da bandeira vermelha, e que aderirem ao sistema de cogestão regional, como é o caso de Ijuí, podem adotar protocolos próprios, compatíveis até o nível de restrição da bandeira laranja.

Em estabelecimentos privados e de ambientes fechados, como bares e restaurantes, a recomendação é de 2 metros de distância de uma mesa para outra. O mesmo é indicado para ambientes abertos e locais públicos.

Já segundo Decreto Municipal, os estabelecimentos podem receber novos clientes até as 23 horas e funcionar até as 2 horas, seguindo os padrões de segurança compatíveis ao Decreto Estadual.

Ainda sobre Ijuí, conforme o Secretário de Governo Paulo Girardi, o órgão municipal responsável pela fiscalização administrativa desses ambientes é a Vigilância Epidemiológica, que hoje conta com poucos integrantes para esta tarefa. Deste modo, as denúncias e relatos de aglomerações ficam também sob observação da população que deve entrar em contato com a fiscalização através do número (55) 3331-8898 ou com a Brigada Militar através do 190, caso identifiquem irregularidades.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!