Busca rápidaX

Comércio de Ijuí teve vendas satisfatórias para a Páscoa deste ano

6 de abril de 2021

Levantamento da Fecomércio – Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Rio Grande do Sul – aponta que 25 a 30% das micro e pequenas empresas do Estado fecharam as portas em razão da crise financeira causada pela Covid. O período em que foram impedidas de trabalhar, por conta dos protocolos, e baixa presença de clientes, foram alguns dos motivos que levaram à falência. O presidente do Sindicato do Comércio Varejista da região Noroeste, com sede em Ijuí, Bruno Hass, explica que em Ijuí não há pesquisa sobre o tema. No entanto, durante entrevista nesta manhã na RPI, Bruno Hass frisou que os micro e pequenos empresários sofrem bastante com a falta de capital de giro. “Vivem de um dia para outro”, comentou. Já as empresas maiores, geralmente, têm outras fontes de renda, então conseguem se manter no mercado.

Bruno Hass aproveitou para ressaltar que a partir de agora a esperança é que não haja mais fechamento do comércio, como aconteceu recentemente por três semanas, visto a bandeira preta do distanciamento controlado. Frisou que as empresas com as portas abertas é bem melhor e que os empresários cumprem todos os protocolos para evitar a Covid. Além disso, o presidente do Sindilojas observou que as vendas para a Páscoa deste ano em Ijuí, cuja data transcorreu no último domingo, foram boas, se considerar média geral. Os empreendimentos contatados pelo sindicato, especialmente lojas de doces, confecções e calçados, informaram comercialização de produtos igual ou até superior em relação à Pascoa de 2020.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!