Busca rápidaX

MANCHETES

Comissão especial da AL/RS visita Penitenciária de Ijuí e levanta sugestões para projeto de ressocialização

20 de fevereiro de 2017
A Penitenciária Modulada de Ijuí faz parte do roteiro de verificação da comissão especial da Assembléia Legislativa gaúcha que trata da Função Social das Igrejas nos Presídios. O grupo também atua para ressocialização dos presos. Hoje pela manhã estiveram na casa prisional, o presidente da comissão, deputado Sérgio Peres, do PRB; o relator, deputado Missionário Volnei, do PR, e a vice-presidente, deputada estadual, Lisiane Bayer, do PSB.

Recepcionados pelo diretor substituto da Penitenciária, Oséias Pinheiro do Amaral, e demais integrantes da equipe do local, os parlamentares conheceram departamentos da Modulada, por exemplo, cozinha, lavanderia, sala de triagem e panificadora, locais em que os presos trabalham. Além disso, a comissão levantou sugestões que vão fazer parte do relatório final a ser apresentado e votado pelo parlamento gaúcho a fim de servir como sugestão para que o governo estadual promova melhorias nos presídios.

O objetivo é que até o final de abril deste ano o relatório esteja aprovado pela Assembléia Legislativa. A Rádio Progresso acompanhou a visita. Ao ser entrevistado na RPI, o presidente da comissão especial, Sérgio Peres, disse que é necessário criar legislação para desburocratizar a criação de vagas de trabalho nas casas prisionais, a fim de proporcionar que empresas ofereçam vagas de emprego nos presídios. Segundo ele, o trabalho reduz a pena dos presidiários e cria renda para a família desses detentos.

O relator da comissão, Missionário Volnei, por sua vez, frisou que não se pode colocar a mão sobre a cabeça de detento, pois precisam pagar que erro que fizeram. No entanto, iniciativas que possa ajudar na ressocialização são bem vindas. O diretor da Penitenciária ijuiense, Oséias Pinheiro do Amaral, observou que no momento não existe oferta de vaga por parte de empresas dentro da casa prisional.

O único tipo de atividade que envolve os detentos é de manutenção do local. Também afirmou que trabalha para implantação de curso profissionalizante na Modulada. Nesse sentido há duas opções, ou seja, de marcenaria ou de eletrotécnica. Para o diretor da Penitenciária de Ijuí, o curso profissionalizante é de fundamental importância, pois consegue formar o detento com profissão para que ele tenha mais chances de coneguir trabalho quando sair da cadeia.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!