Busca rápidaX

MANCHETES

Construção da Central Hidrelétrica Linha Onze, parceria entre Ceriluz e Coprel, deve iniciar em 2022

20 de agosto de 2021

No dia em que a Ceriluz completa 55 anos, o presidente da cooperativa Iloir de Pauli, anunciou, em entrevista à Rádio Progresso, novidades sobre a construção daquela que promete ser o maior empreendimento dos últimos anos. A Central Hidrelétrica Linha Onze Oeste já recebeu, no ano passado, a Licença Prévia que aprova a localização e a concepção de empreendimento, por parte da Fundação Estadual de Proteção Ambiental – FEPAM. A aprovação atesta a viabilidade ambiental e estabelece requisitos básicos e condicionantes a serem atendidos nas próximas fases de sua implantação. Ela antecede a Licença de Instalação que autoriza o início das obras. A expectativa é de que essa licença venha ainda neste ano para que em janeiro de 2022 seja dado início a construção.

Segundo o presidente, o empreendimento é planejado há décadas e o sucesso da hidrelétrica já está garantido, na medida em que 30% da energia que será gerada já foi vendida ao mercado num prazo de 30 anos. “Essa venda movimentou mais de R$ 140 milhões” afirma Di Pauli.
A Central Hidrelétrica Linha Onze terá capacidade de geração de 23 Megawatts, bem maior que os 14 Megawatts fornecidos pela Usina José Barasuol, por exemplo.

A usina é um empreendimento da Linha Onze Oeste Energia Ltda., empresa constituída pelas cooperativas Ceriluz e Coprel, com participações de 70% e 30%, respectivamente. O projeto está estimado em aproximadamente R$150 milhões de reais, recursos que serão buscados em parceria por Ceriluz e Coprel. A obra acontecerá no leito do rio Ijuí, na comunidade com mesmo nome do empreendimento, no município de Coronel Barros. 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!