Busca rápidaX

CPERS anuncia greve geral a partir de segunda-feira. Categoria está reunida em POA

14 de novembro de 2019

O Pacote de reforma estrutural do estado, encaminhado ontem pelo governador Eduardo Leite à Assembleia Legislativa apresenta oito projetos que incluem alterações em benefícios do magistério, forças de segurança, Brigada Militar, Polícia Civil, Susepe e IGP – e servidores civis.

A PL Estatuto do magistério, assim como outras carreiras do serviço público, a renumeração do professor será na modalidade de subsídio, que será fixado para a carga de 20 horas e 40 horas semanais. No caso de regimes menores, o subsídio será calculado de maneira proporcional (valor da hora).

As medidas não agradam a categoria, que desde a manhã desta sexta-feira já está reunida em Assembleia na capital gaúcha. Em entrevista à Rádio Progresso nesta manhã, a presidente do 31º Núcleo do Cpers que abrange Ijuí e região, confirmou que a partir da próxima segunda-feira (17) vai iniciar uma greve sem data para término. Segundo ela, em assembleia anterior já havia sido definido que se o pacote fosse aprovada, a greve iniciaria em 72 horas.

A mobilização que ocorre hoje em Porto Alegre já reúne mais de cinco mil pessoas. A presidente do 31º Núcleo do CPERS lamenta a conduta do governador: “queremos barrar esses projetos e garantir nossos direitos básicos”.

Segundo Terezinha Mello, a classe está há cinco anos buscando negociação junto ao governo, anteriormente com o Sartori, que segunda ela, nunca recebeu a categoria, e agora com Eduardo Leite, que nas duas vezes em que atendeu representantes do Sindicato, nunca possibilitou uma negociação. “Ao invés da situação melhorar, agora o governo quer acabar ainda mais com nossos direitos e ainda o piso vai sair do nosso bolso, e de acordo com as projeções, vamos continuar com o salário congelado por pelo menos 10 anos” desabafa a presidente.

O ato na capital gaúcha continua na parte da tarde, quando se reúnem todos os trabalhadores públicos do estado, tanto municipais quanto estaduais, para reivindicar sobre o desmonte total da previdência. Mais de cinco mil pessoas são esperadas.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!