Busca rápidaX

Cpers decide suspender greve, mas mantém calendário de mobilizações

31 de março de 2017
O Cpers/Sindicato vai suspender a greve do magistério estadual a partir da próxima quarta-feira, mas seguirá com calendário de mobilizações, principalmente contra projetos do governo gaúcho. Essa foi a decisão tomada hoje em assembleia geral da categoria em Porto Alegre. A diretora do 31º núcleo regional do Cpers, com sede em Ijuí, Terezinha Melo, explica que os atos futuros envolverão, por exemplo, manifestações na Assembléia Legislativa durante votação de projetos do governo estadual.

O Cpers é contra o parcelamento salarial efetuado pelo Estado, além disso quer que o Executivo retire da Assembléia Legislativa matérias que estabelecem o fim da licença prêmio, também o fim da cedência de servidores estaduais para sindicatos, ainda sobre mudança da data de pagamento dos servidores. O Centro dos Professores Estaduais também pede que seja retirado do parlamento gaúcho o projeto que privatiza a CEEE, Sulgás e Companhia Riograndense de Mineração.

Terça-feira já haverá mobilização em Porto Alegre e o núcleo do Cpers de Ijuí disponibiliza um ônibus para deslocar os interessados. Terezinha Melo antecipa que no dia 28 de abril haverá um dia nacional de paralização de entidades e sindicatos no Brasil, por exemplo, contra a reforma da Previdência Social do governo federal. A greve do Cpers começou no dia 15 de março e não teve muita adesão de professores e funcionários de escolas estaduais.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!