Busca rápidaX

MANCHETES

Cpers defende retomada de aulas presenciais quando houver vacina contra a Covid ou casos praticamente zerados

10 de setembro de 2020

O Centro dos Professores do Estado do Rio Grande do Sul (Cpers/Sindicato) reafirma a posição contrária ao retorno de aulas presenciais no atual período. Ao conceder entrevista nesta quinta-feira, 10, na RPI, a vice-presidente da entidade, Solange Carvalho, comentou que o Cpers vai defender a retomada de atividades presenciais nos educandários apenas quando houver a vacina contra a Covid-19 ou os números da doença estejam praticamente zerados.

Solange Carvalho também destacou que muitos prédios de escolas não têm infraestrutura adequada para atender estudantes, professores e funcionários, visto medidas contra o novo coronavírus, por exemplo, janelas, situação necessária para boa ventilação.

Por outro lado, o Cpers calcula que seja necessário contratar entre cinco e seis mil profissionais para sanitizar as escolas. Solange Carvalho ainda explicou que a retomada de aulas presenciais precisa de planejamento detalhado no tocante à organização de turmas, pois necessitaria de atividades com metade dos estudantes nas salas numa semana e o restante à distância. Dessa maneira, os professores teriam que planejar aulas diferenciadas.

Além disso, professores ou funcionários integrantes de grupos de risco não podem participar de atividades. Essa falta teria que ser suprida pelos demais, o que acarretaria sobrecarga de trabalho. Na mesma entrevista na RPI, a vice-presidente do Cpers disse que as pessoas com contratos temporárias em escolas estaduais praticamente se obrigarão a trabalhar, visto receio de serem demitidos, mesmo que estejam em grupos de risco ou com suspeita do novo coronavírus.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!